PUBLICIDADE
Topo

Rebeca Gusmão apelida Mara Maravilha de "PMDB"

do UOL, em São Paulo

29/10/2015 00h52

Apesar de não serem autorizados a falar sobre política por conta do contrato com a Record, Rebeca Gusmão chamou Mara Maravilha de "PMDB" na noite desta quarta-feira (28). O apelido surgiu após os integrantes da equipe Machado comentarem que a ex-apresentadora infantil muda drasticamente de comportamento com o peão que vence a prova do fazendeiro.

Mesmo estando mais próxima de Mara, Rebeca reparou que a colega se afastou assim que ela perdeu prova do fazendeiro. Ao ouvir o nome do partido, Mara ficou curiosa tentou entender sobre o que os peões estavam conversando, mas eles desconversaram. 

"A Mara é cabo eleitoral", disse JP, concordando com a constatação de Rebeca após a cantora se retirar. "Falou mal do Douglas a semana inteira e agora está lá, abraçando ele", observou Li Martins. "Ela está sempre do lado de quem vai ganhar a eleição", completou a ex-nadadora.

Li Martins lembrou que não é permitido falar de política, mas os peões justificaram que não estão discutindo sobre o assunto, apenas apelidaram a peoa de "PMDB". A provocação é uma analogia entre Mara e o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) que, apesar de formar a base aliada, apoia a oposição em algumas ocasiões.

Programa ao vivo

A estratégia adotada por Mara Maravilha também foi destaque no programa ao vivo desta quarta-feira (28). A edição mostrou que além de se aproximar de Douglas Sampaio, Mara tentou ficar amiga de Carla Prata, mas a peoa percebeu o motivo da simpatia. "Jogaram lixo na cama dela, bagunçaram tudo, mas ela tinha um ódio gratuito por mim. Agora, está me tratando bem só porque eu posso voltar como fazendeira", disse a ex-bailarina.

TV e Famosos