A Fazenda 9

Chico Barney

"A Fazenda" é vergonha para formato consagrado pelo "BBB"

Reprodução/TV Record/TV Globo
Roberto Justus em "A Fazenda" x Tiago Leifert no "BBB": cargo de apresentador na Record é o mais caro commodity do mercado brasileiro Imagem: Reprodução/TV Record/TV Globo
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Especial para o UOL

30/09/2017 04h00

Freddie Mercury e Montserrat Caballe fizeram história com a música “Can I Go On”, trilha sonora das Olimpíadas de Barcelona em 1992. Quis o destino que Zezé Di Camargo chamasse Sílvia Araújo para reviver essa emoção mais de duas décadas depois.

O resultado de ambas as parcerias é separada por uma distância qualitativa parecida com o que ocorre entre “BBB” e “A Fazenda”.

São dois programas parecidos conceitualmente: um grupo de ovelhas desgarradas da sociedade, reunidas sob a rigidez do confinamento em transmissões 24h. Mas como é gritante a diferença em todo o resto.

Apresentação

- “BBB” é moldado a partir da personalidade do apresentador. A troca de Bial para Leifert deixou isso claro. São pontos de vista genuínos que orientam o desenvolvimento do programa.

- “A Fazenda” é moldada a partir de uma visão institucional careta e engessada. O texto do Britto Jr. era o mesmo do Roberto Justus, nada mudou. Aliás, tirando pouquíssimas exceções, o cargo de apresentador na Record é o mais caro commodity do mercado brasileiro. Tudo é pausterizado, sem personalidade.

Edição

- “BBB” cria personagens, desenvolve narrativas e fascina a audiência, mesmo em temporadas menos inspiradas.

- “A Fazenda”, como bem apontou Maurício Stycer, é tediosa com arremedos de histórias que não interessam a ninguém.

Reprodução/Record
Imagem: Reprodução/Record

Provas

- “BBB” pode ser irregular nesse quesito, mas possui dois pontos positivos: costumam ser fáceis de entender e realmente entretém quem está assistindo.

- “A Fazenda” é terrivelmente regular nesse quesito. São sempre confusas e tediosas.

A comparação deixa claro que existe um gigantesco potencial desperdiçado em “A Fazenda” - algo que serve para explicar também a carreira da maioria dos integrantes dessa edição, o que não deixa de ser poético.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo