A Fazenda 9

Chico Barney

Alemão, Dourado e Urach: Quais foram os melhores realities da história?

Reprodução
Fani Pacheco, Diego Alemão e Iris Stefanelli Imagem: Reprodução
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Especial para o UOL

10/11/2017 12h55

"A Fazenda - Nova Chance" tem sido uma agradável surpresa nas noites da Record TV. O programa começou mal, depois piorou muito e acabou que nos acostumamos com o sofrimento, como acontece quando sentimos dor de coluna.

Me sinto absolutamente confiante nesta manhã para afirmar que trata-se de uma das melhores edições de "A Fazenda". Parece pouca coisa, e talvez seja mesmo. A tortura rural da Record sagrou-se ao longo dos anos como um cemitério de oportunidades desperdiçadas.

Elencos geniais foram castigados pelo trabalho de edição, muitas vezes realizado por profissionais que aparentavam jamais ter assistido televisão na vida, além de dinâmicas preguiçosas que levavam o telespectador às raias da loucura.

Mesmo com os problemas citados recorrentemente nesta coluna, o fato é que está tudo bem com a atual temporada. É a segunda vez na história que consigo acompanhar o programa sem desistir na metade. Talvez pelo fato de finalmente estar recebendo dinheiro para embarcar em tal aventura? Provavelmente, mas jamais saberemos a verdade.

A empolgação juvenil que tomou conta da minha cabeça ao perceber que A Fazenda está quase na reta final e eu continuo interessado me fez refletir sobre os melhores realities já exibidos pela TV brasileira.

Revelo a seguir quais foram os 3 programas do gênero que mais fascinaram a nação - sem qualquer abertura para o debate.

3. Big Brother Brasil 10 (2010)

Reprodução
Imagem: Reprodução

O carisma rupestre de Marcelo Dourado inventou o fandom da forma como conhecemos hoje. A “máfia dourada” foi um prenúncio de problemas sociais mais graves, como o advento dos bolsominions, docminions e seguidores do MBL.

Subterfúgios narrativos como o infame “poder supremo” desequilibraram o jogo do ponto de vista competitivo, mas garantiram ótimos momentos de entretenimento.

O programa ainda promoveu interessantes debates sobre machismo, preconceito e orgulho. Há quem considere Dourado o mais nefasto dos protagonistas do BBB, fato que talvez faça dele justamente um dos mais interessantes.

2. A Fazenda 6 (2013)

Reprodução
Imagem: Reprodução

Foi o reality onde tudo aconteceu. Pra começar, o melhor elenco já reunido desde O Poderoso Chefão II. Tivemos sob o mesmo teto figuras da estirpe de Andressa Urach, Bárbara Evans, Furacão da CPI, Marcos Oliver, Gominho, Mulher-Filé, Yudi, Ivo Meirelles, Paulo Nunes, Scheila Carvalho, Rita Cadillac e até o irmão gêmeo do Vavá Karametade.

Mesmo com questões saborosas como a traição do marido da Scheila Carvalho, o romance pitoresco entre Mulher-Filé e Yudi, a pregação pós-cristã do Marcos Oliver, ex-sedutor do Teste de Fidelidade e ex-ator pornô, nada foi páreo para Andressa Urach.

Vivendo seu auge de popularidade e confusão mental, a eterna vice-Miss Bumbum azucrinou a vida de suas inimigas. Aterrorizou a campeã Bárbara Evans, cuspiu em Mateus Verdelho e viveu a experiência com a intensidade de um acidente de trem.

O volume assustador de confusões por minuto fez história nos anais da televisão brasileira e até hoje é uma temporada lembrada com carinho pelos telespectadores.

1. Big Brother Brasil 7 (2007)

Reprodução
Imagem: Reprodução

É o “Casablanca” dos reality shows nacionais. Alemão, Siri e Fani entregaram ao público o mais clássico dos enredos. Foi o tipo de fenômeno popular que deveria ter merecido álbum de figurinhas, fanfics e depois ter continuado como seriado na grade do Multishow.

A trinca contou ainda com excelentes antagonistas. Caubói era metódico em seu jeito de odiar Alemão, e ninguém jamais esquecerá o grande debate acerca de uma sunga branca.

Será que algum dia essa máquina de fazer doido chamada televisão brasileira será capaz de replicar a emoção que foi acompanhar tais programas? Torço para que sim.

Antes de me despedir por hoje, um breve registro social. Estive no lançamento do livro “Biografia da Televisão Brasileira”, obra de Flávio Ricco e José Armando Vanucci e uma verdadeira pepita para os entusiastas de tão nobre arte.

O evento foi frequentado por ilustres figuras do folclore nacional, incluindo aí o mítico Caetano Zonaro -- o primeiríssimo eliminado da primeiríssima edição do "BBB".

Reprodução
Coluna Chico Barney e Caetano Zonaro badalam em evento literário Imagem: Reprodução

Ademã que eu vou em frente. De leve! E voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo