A Fazenda 9

Diva Depressão

RetrospecDIVA A Fazenda 2017

Reprodução
Diva Depressão

Diva Depressão

Os youtubers Edu e Filipe formam a dupla Diva Depressão, presente hoje em blog, Facebook e canal no YouTube. Utilizam do humor ácido pra comentar tudo sobre a vida dos famosos e dos quase famosos também, sempre com muito deboche e tiradas irônicas.

Especial para o UOL

07/12/2017 07h45

O ano vai-se embora e junto dele nosso projeto verão e também, A Fazenda 9. Foram três meses acompanhando, comentando, criticando, amando, detestando, enfim... Aquela bipolaridade que os fãs e nem tão fãs de realities, acabam sofrendo.

Tivemos uma edição sem protagonista e com favoritos um tanto impopulares eu diria. Desde 2010 no BBB do Marcelo Dourado, eu não via um impopular ser aclamado assim inclusive. Mas Dourado era completamente diferente, então a comparação para por aí.
 
Essa edição vai deixar saudades? Pra mim, é aquilo. Amanhã já terei esquecido o nome, mas enquanto ainda está fresquinho na memória, vem comigo relembrar o que tivemos nessa edição, com uma pitadinha de veneno pra salpicar.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos um holograma no lugar do apresentador:
Ou um robô. A edição vai acabar e não terei definido. É fato que a gente sabe da competência do Justus no tocante dos negócios, mas definitivamente reality show não é para ele. Justus não se encaixou antes e continua não se encaixando para apresentar A Fazenda. Ele parece aqueles robôs testes de inteligência artificial e tá na cara que não assiste nada daquilo, apenas lê o script. Ou seja, fosse para fazer a homilia numa missa de sétimo dia ou apresentar A Fazenda, a expressão seria a mesma. Já pensei em vários bons substitutos para ele, inclusive euzinha aqui. Parafraseando Inês Brasil, me chama que eu vou.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos consenso universal no quesito detestar um participante:
No caso não um, mas três. Talvez quatro porque o Matheus vira e mexe entrava e saia da minha listinha negra. Mas como esquecer do Tribunal do Santo Ofício, formado por Conrado, Dinei e Nahim? Simples, esquecendo. Mas ok, vamos lembrar agora do quão pedante era ver aqueles três tomando posse da casa da árvore para arquitetar contra todos enquanto coçavam o saco o dia todo e depois iam falar e cumprimentar os demais peões com aquelas caras de paisagem e respectivas mãos de saco.
 
Cruzes! Engraçado que nesses realities sempre tem um consenso entre os mais péssimos, podemos concordar em algo, o que é bom, assim não preciso colocar o nome na boca do sapo de quem discordar de mim. E por que eu coloquei Matheus como um possível detestável? Bom, porque ele é. Um dos mais em cima do muro e um mix de amigo de todo mundo com amigo de ninguém. Não confio em gente assim, igual não confio em chocolate sem açúcar.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos tretas épicas:
Eu poderia resumir esse tópico em dois nomes, Marcos e Flávia. Tudo começou numa linda tarde de primavera quando Marcos acordou e disse “tá aí, odeio essa garota”. Bom, a realidade não foi essa, mas em resumo da obra foi. Ambos são ex BBBs então a gente pode relembrar seus comportamentos em suas respectivas edições.
 
Flávia no BBB (do eterno Diego Alemão e sua sunga branca) era a mais sortuda da casa. Ganhou na sua edição, não sei quantos carros e não saiu odiada, saiu porque a edição dela tinha protagonistas que cativaram o público de cara. Mas não lembro de ela ter sido insuportável. Na Fazenda conheci outra Flávia, não em tom de “óh! As máscaras caíram”, mas acho que ela mudou um pouco do que eu conhecia. Teve seu romance com Ieié (no BBB ela também teve um romance) e por fim, irritou dentro e fora, muita gente, por conta do seu jeito digamos, histérico de ser (tipo eu quando tô com fome e a pizza não chega). Assim sendo, acabou comprou uma guerra com o Marcos que é pra Coreia do Norte nenhuma botar defeito.
 
Marcos, na sua edição do BBB, quem acompanhou aqui minha coluna sabe, que a maior parte do programa ele era o meu favorito ali dentro. Mas o que mudou então? Depois que ele começou o romance dele no BBB, eu comecei a desgostar. Talvez por ver ali uma outra faceta, ou porque ele perdeu a mão mesmo e a massa desandou. Na Fazenda eu vi exatamente o Marcos das semanas finais do BBB, ou seja, não gostei e não disfarcei. Mas o tópico são as tretas, né? Então é claro que as mais memoráveis foram Marcos x Flávia (temporada 1, 2, 3, 4,5...), só que também tivemos Arruda x Minerato, lembram? Posso citar Monick x Marcos também, Dinei x Marcos, resto do mundo x Marcos, enfim, não existe reality sem tretas malignas.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos gente que saiu logo mas nem deveria ter saído:
 
Ah! Com certeza a primeira a ilustrar esse tópico é a Nicole Bahls! Gente, ela saiu logo de cara, como assim? Foi uma grande perda para a edição até porque eu adorei a edição da Nicole na Fazenda, bicha causadeira, do jeito que a gente gosta. Também acho que a Bombom poderia ter durado mais, o desenrolar do jogo não favoreceu, mas tinha muita gente pra ir antes e a gente bem sabe.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos surpresa, gente que durou demais:
Rita Depressão e Matheus são os primeiros que me ocorrem. Matheus a gente sabe que durou porque se safou de todas as roças, o boy tem garra. Rita, eu achei que não iria tão longe, mas foi. Gostei dela na edição, apesar dela ter sido mais Depressão do que Diva. Há quem diga que ela fazia tipo, ia onde a grama estava verde, pode ser verdade, mas num jogo de convivência tem horas que se aliar ao inimigo é uma rota de fuga útil. Então pode ser que por isso Rita procedeu assim, quem sabe? A única coisa que eu sei é que a cabritinha ao qual ela se agarrou lá dentro, vai precisar de terapia.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos romances:
Marcos e Minerato tiveram lá seus pré acasalamentos, mas não durou. Yuri e Monick engataram num romance tão firme quanto meu braço de gelatina. Lá dentro eles eram um mix de love com um mix de discutir por qualquer bobagem, e ela muitas vezes parecia estar super de saco cheio (te entendo, miga).
 
Flávia e Marcelo Iéié engataram num romance firme de fato, rolou pedido de namoro e tudo, talvez por ele ser a paciência em pessoa, consiga suportar a voz estridente dela quando ela tá nervosa, faz parecer que a voz da Aracy da Top Therm é sensual.
 
Também tivemos micro romances, como Marcos e Monique Amin, e antes, Amin e Dinei. Só que ela disse que com Dinei era só brincadeirinha, ou seja, friendzone. Estou esquecendo de alguém? Ah sim, teve o romance do Roberto Justus com calças de 2 números menores que as da Gisele Bündchen, mas isso é pauta pra um denúncia fashion.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Tivemos punições e mais punições:
Foi a edição das punições, peidar fora do cerco já parecia que dava punição. Adorava as caras de saco cheio da Aritana quando tocava a sirene da punição e no final, a culpada era ela mesma. Nahim também deu dessas. Mas o que me marcou foi que foram punições hard core mesmo, do tipo, ficar se água, ficar sem fogo, ficar sem carne (se vegetarianismo é bom, porque ficar sem carne virou seria punição?), ficar sem piscina, sem academia, a lista de punições foi realmente longa. Acho que nunca uma produção se divertiu e ousou tanto, mas eu gostei, é assim mesmo. Aquilo ali não é SPA não, eu pago luz para ver isso mesmo.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Temos tantas recordações dessa edição que eu poderia seguir a lista, mas ainda preciso falar dos finalistas. Nenhum ali conquistou meu coraçãozinho pra ganhar minha torcida, mas sabemos que a torcida do Marcos aqui fora ficou bem forte, Flávia conquistou uma torcida também, menor mas conquistou, e Matheus, bom se ele tiver mais de 10 pessoas o defendendo nas redes sociais, pra mim é tudo fake da mãe dele.
 
Dentre tantas desavenças, mas se intitulando sempre o mais honesto e verdadeiro, Marcos foi o antagonista dessa edição com certeza. Marcos teve atuações desnecessárias ao longo da edição. Não que ele devesse ter sido elenco de figuração ali, mas às vezes jogos mortais pareceu mais amigável do que A Fazenda. Não posso dizer nem que me diverti, em alguns momentos para mim rolou um grande abalo psicológico, isso sim. O bom é que já fiquei tão abalada psicologicamente que agora tô anestesiada para as eleições 2018.
 
Vale lembrar que Marcos teve seus bons momentos ali dentro, fez diversos artesanatos, provavelmente fruto de muitos anos assistindo a Katia Fonseca, e também quando algum peão se machucava ali, ele dava uma assistência. Nem todas as discussões dele foram ataques de pelanca, é bom lembrar também.
 
Flávia pra mim é aquilo, edição sem favoritos, menos piores foram ficando (não necessariamente os melhores, mas mais jogadores), mais neutros foram saindo, e é aquela receita mais manjada do que de bolo de cenoura. Então até que gostei dela em alguns momentos do jogo, dentre a falta de opção.
 
Matheus foi ficando ali, fazendo elenco e figuração e durou. Não é esse tipo de personagem que ganha destaque aqui fora, e por isso mesmo ele não teve grande chance de conquistar o público. Ou conquistou você? Xiii, se conquistou é carência então hein amiga. Se liberta.
 
Reprodução/R7
Imagem: Reprodução/R7
Agora é claro, eu quero saber pra você quem será o grande campeão e porque? Pra mim será o Marcos, mas nem de longe isso significa uma torcida.
 
Comente aqui embaixo suas impressões sobre essa edição. Se você gostou ou se teria sido melhor ir ver o Pelé.
XoXos da Diva

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Diva Depressão
Topo