Topo

Adélia se defende por jogar bebida em Ana: "Não há cristão que aguentasse"

Do UOL, em São Paulo

09/03/2016 10h04

Eliminada do "BBB16" na última terça-feira (8), Adélia aproveitou sua participação no "Mais Você" desta quarta para se explicar sobre o polêmico copo de cerveja que jogou na cabeça de Ana Paula momentos antes de a mineira desferir dois tapas em Renan – o que a fez ser expulsa do reality show. 

Nas redes sociais, muitos internautas reclamaram que a advogada também deveria ter sido expulsa por provocar Ana, mas Adélia afirmou que Ana é quem começou a provocá-la antes.

“Não há cristão que aguentasse mais”, disse a paulista. “Eu não tenho nada contra a Ana Paula. Ela começou uma implicância contra a Juliana, mas eu nunca me intrometi. Ela começou a arrumar implicância com Renan. Só que depois ela começou comigo. Ela teve problema com o Daniel, com o Laércio, com a Juliana, com o Renan. E acho que eu era a quinta da lista dela. Ela agrediu várias vezes. Ela falava ‘Adélia, vai lavar o banheiro, vai limpar o chão’. Ela provocou, eu já estava no limite”.

Ao ver um trecho da entrevista que Ana concedeu para Ana Maria Braga, no qual a mineira falava que Adélia sairia “escorraçada” do reality e que “caráter é bom”, a advogada rebateu: “Sanidade também é bom. Eu tenho certeza que se fosse um paredão pessoa pra pessoa, sem ser triplo, eu estaria na casa. Foi a junção de três torcidas e realmente não tinha como. Eu relevo tudo, porque lá dentro ficou. Desejo muitas bênçãos no caminho dela, que ela seja feliz. Eu não guardo nem dinheiro, não vou guardar mágoas.  O problema não está nas pessoas, e sim com aquela pessoa que tem problema com todo mundo”.

A eliminada ainda se disse perseguida por Ana Paula. “Eu já estava no limite. Uma coisa é alguém te fazer uma provocação e você poder pegar seu carro e ir embora. Era de manhã, de tarde e de noite os sarcasmos, as ironias. Eu nunca fiz nada pra ela. Foi uma perseguição mesmo. Dá pra dizer que se sente uma pessoa acima do bem e do mal. Não saí escorraçada”.

Questionada por Ana Maria Braga como seria um encontro com Ana Paula fora da casa, Adélia afirmou que se limitaria à educação. "Eu não desceria ao nível dela, estou perto da minha família. Late à vontade que eu vou passar. Late, que daqui eu nem te enxergo. Se por infelicidade do destino, eu encontrar essa pessoa, é bom dia, boa tarde e tchau, porque não existe uma afinidade de energia, e gênio. Da minha parte, existe educação”.

BBB perde Ana Paula, mas Globo ganha uma "louca" para agitar a grade

UOL Entretenimento

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!