Topo

Especial BBB17

Ana Paula Renault

O novo "BBB17": Adequação ao jogo, mau-caratismo ou tudo junto e misturado?

Paulo Belote/Divulgação/TV Globo
De queridinha da casa, Emily vira jogadora dissimulada e já se rende aos charmes do doctor Marcos Imagem: Paulo Belote/Divulgação/TV Globo
Ana Paula Renault

Ana Paula Renault

Mineira, nascida e criada em Belo Horizonte desde 1981. Filha de Deus e do meu pai, jornalista e ex-BBB formada. Pós-graduada duas vezes pela Fundação Dom Cabral e também pela vida. Participações em programas de televisão e até ponta em novela, figura constante em sites de fofocas e na boca do povo. Bon vivant, agora colunista do UOL e recebendo por isso.

Especial para o UOL

15/02/2017 08h42

Dia 14 de fevereiro, terça-feira, dia de eliminação e algumas reflexões.

Tchau, Luiz Felipe Eduardo! Agora, fora do programa, poderá comer seus ovos, deitar na própria cama e procurar um dentista. Foi tarde.

Alívio para uns e sofrimento para outros, esse dia de paredão mexeu com a cabeça dos jogadores. A eterna pauta do sétimo voto voltou à tona e o casalzinho que não se assume parece ter ganho novo gás com a volta do Doc do segundo paredão.

Roberta já foi delatada para Vivian e Manoel, que ainda não usaram a informação. Aguardamos treta! Por favor, né? Vamos expor isso daí! Daniel também já sabe do sétimo voto e quer ir além, conversar com o Doc sobre o consentimento da Emilly em colocar o seu ‘protegido’ no paredão. Serpemilly mentiu ao vivo ao ser questionada pelo Leifert sobre o anjo. Será que máscaras irão cair e pega fogo cabaré (sic)? Aguardamos ansiosos.

Ao mesmo passo que vejo o enredo desse "BBB17" lento e sem estímulos, vejo as personalidades mudando de maneira veloz e sem controle. Seria apenas impressão minha ou realmente o pacato e geek Pedro abriu as asinhas – e a boca – para articular paredões e atacar seu velado desafeto, Doctor Marcos?

Reprodução/Gshow
Vivian virou adorno decorativo, mas nos rende compaixão por ter que aturar o Tonho da Lua, digo, Manoel Imagem: Reprodução/Gshow
Estaria Marinalva saindo do “sim, concordo” e entrando na piscina com o microfone (punição para todos) e as suas verdades absolutas?

A alegre e sedutora gêmea, de queridinha da casa à manipuladora e dissimulada jogadora? Ah! Não podemos deixar de citar, de incomodada e até amedrontada pelo Doc por suas incisivas tentativas de romance (ou jogo?), agora Emilly se rendeu ao charme do seu algoz e até o beijou (ok, selinho). Sem falar na mão na mão, carinhos e carícias, episódio embaraçoso na piscina – como o próprio Marcos definiu –, choro e abraços, a princesona começa novamente: "Já falei para ele parar. Tem que me respeitar". Ôh minina, deixadisêfalsa! Ou vou começar a acreditar na história do namorado paulistano.

Roberta, amiga abusiva de Emilly (seria castigo?), além de atenção exige tudo, até romance com o Daniel. Era a divertida da casa, mas agora está mais para encosto mesmo.

Miss Vivian entrou cheia de opinião, vivacidade e liderança, com a queda da amiga, virou adorno decorativo. Se bem que vê-la tendo que aturar Manoel, mais conhecido como Tonho da Lua versão 2017, nos rende certa compaixão. A moça já não gera tanta rejeição como antes, mas também está longe do posto de favorita.

Elis e Ieda de coadjuvantes desse BBB a disseminadoras da discórdia. Saê! É assim que o povo gosta, é assim que o povo quer!

Deixando as minhas considerações sobre Tiago Leifert e Rafael Cortez para a próxima coluna, despeço-me: Para jogar, tem que se jogar!

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!