Especial BBB17

Chico Barney

Emilly iguala-se a Alemão e Dourado como grande protagonista do "BBB"

Paulo Belote/Globo/Divulgação
Emilly comemora vitória no "BBB17" Imagem: Paulo Belote/Globo/Divulgação
Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Especial para o UOL

14/04/2017 13h35

Muitos já chegaram a ganhar o "BBB", mas poucos conseguiram ocupar um espaço no panteão de campeões protagonistas do programa.

Nem mesmo tipos mitológicos como Bambam e Maria Melilo, apesar de garantidos como parte do folclore nacional, fazem parte de tão distinto grupo.

Falo dos vencedores que foram protagonistas do começo ao fim de suas edições. Personalidades magnéticas, que anularam o jogo de todo o resto da casa pelo simples fato de existirem.

Alemão fez isso de maneira quase tão brilhante quanto detestável, com sua estirpe de macho alfa vivendo na ressaca do século 20. Uma personalidade anacrônica sob o julgamento de 2017, mas que encantou e engajou a população de maneira ímpar uma década atrás.

Dourado também obstruiu qualquer chance de outras histórias nascerem quando surgiu em sua segunda vinda. Perseguido pelos novatos, foi abraçado pelo povo e carregado nos ombros por uma máfia criada em sua homenagem.

Do alto do meu astigmatismo misturado com hipermetropia, pude observar que esses foram os dois grandes protagonistas do "BBB" desde que a internet passou a ser fundamental para o programa. Eram os únicos a realmente segurar a atenção de adversários e público desde o primeiro dia até o final. Pelo menos até agora.

Emilly é a legítima representante de uma nova geração que conecta uma sensibilidade pós-millennial com o acesso a toda informação que existe e nenhuma vontade de usar isso pelo benefício comum.

A jovem gaudéria demonstrou uma fascinante capacidade para ler os outros desde o princípio. Como uma cigana egoísta, ela fez o possível para ver nas mãos dos outros qual seria seu próprio destino.

Depois de azucrinar a casa toda com suas atitudes, acabou virando alvo. E como o próprio pensador Diego Gasquez havia enunciado muitos anos atrás, prego que se destaca é martelado.

Esse ainda é o gatilho mais irresistível para se tornar campeão do "BBB". E invariavelmente cai nas graças de uma parte específica do público que está sempre disposta a virar uma seita cujo Deus inspirador muda toda temporada.

Depois da jornada interrompida de Ana Paula Renault no ano passado, que acabou promovendo a campeã interina Munik, fico feliz que dessa vez o prêmio tenha ido para a protagonista de fato e de direito.

E daí que suas ideias não correspondem aos fatos? O mais importante Emilly fez: movimentou a casa o tempo todo, fez surgir paixões e ódios com rara intensidade e acabou com inúmeras amizades no Twitter.

Sua ascensão foi ajudada pelo elenco pouco afeito ao confronto. O fato de seus algozes preferirem falar mal pelas costas em vez de partirem para a baixaria acabou enaltecendo Emilly como vítima da sordidez alheia.

Foi uma temporada morna, com uma protagonista irritante e uma reta final cansativa. Não vejo a hora de começar tudo de novo.

Quanto a mim, sugiro que você retorne ao UOL em breve para prestigiar minhas pensatas sobre os mais diversos assuntos ao longo do ano. Do contrário, voltamos em 2018 com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Chico Barney
Topo