Topo

Especial BBB17

Mauricio Stycer

Em uma edição com cara de "game", até o apresentador é trolado

Reproduç?o/TV Globo
"O que voc? me diz?", quis saber Leifert. "Deus te abençoe", respondeu Ieda, rindo do apresentador Imagem: Reproduç?o/TV Globo
Mauricio Stycer Maurício Stycer

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Maurício Stycer

Colunista do UOL

20/02/2017 04h01

No esforço de renovar o público do “BBB”, a principal contribuição de Tiago Leifert tem sido transformar o que era um jogo de convivência pessoal num “game”, com cara de internet. É notável, neste sentido, o seu vocabulário, as brincadeiras que faz, o painel a que recorre em dia de formação de paredão e até o grafismo do programa.

Divertindo-se em “trolar” os participantes, como ele mesmo já anunciou algumas vezes, neste domingo (19) Leifert foi vítima de duas troladas – e reagiu em ambas as situações.
 
O primeiro momento ocorreu numa diálogo com Ieda, que precisava imunizar alguém. “Ieda, você é o anjo. O que você me diz?”, perguntou Leifert. “Deus te abençoe”, respondeu a candidata, provocando gargalhadas. “Eu não preciso de imunidade, Ieda”, devolveu o apresentador, sério.
 
Mas logo em seguida, ao anunciar que havia escolhido Elis, Ieda se atrapalhou toda. “Eu vou escolher uma pessoa que considero minha amiga. Eu vou dar o anjo pra minha amiga... Esqueci o nome”. Leifert aproveitou para devolver e “trolar” a candidata, que na confusão citou o nome “Andreia”.
 
A segunda trolada foi de Pedro, o líder da semana. Leifert o convidou a anunciar a sua indicação ao paredão e ele respondeu colocando em dúvida a edição do programa. “Quem acompanha no 'pay per view' me viu conversando com todo mundo da casa. Viu que no papel de líder eu queria conversar com as pessoas.” 
 
Tomando as dores do Mr. Edição, o apresentador devolveu, ríspido: “Por que você acha que quem assistiu na Globo também não viu?” Um pouco constrangido, Pedro respondeu: “Quem assistiu na Globo muito provavelmente deve ter visto também”.
 
O programa de domingo registrou um outro momento cômico da melhor espécie. Indicado ao paredão por Pedro, Manoel fixou perplexo e pediu socorro ao apresentador: “Tiago, e o meu poder?”. Ele se referia a um “card” que havia ganhado na segunda-feira (13), cujo poder era lhe dar imunidade em caso de indicação pelo voto da casa. Na resposta, condoído com a falta de sorte do candidato, Leifert evitou trolar Manoel e explicou didaticamente porque ele não poderia usar o tal “card”.  

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!