Topo

Especial BBB17

Mauricio Stycer

Leifert expõe Marinalva e protege Emilly em formação do paredão

Reprodução/TV Globo
Marinalva não gostou de ouvir Emilly falar de um episódio de sua vida pessoal e viu Leifert repetir a história Imagem: Reprodução/TV Globo
Mauricio Stycer Maurício Stycer

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Maurício Stycer

Colunista do UOL

27/03/2017 04h01

O desentendimento entre Emilly e Marinalva, ocorrido na manhã de sábado (25) e exibido no programa daquela mesma noite, voltou a ser tema do episódio deste domingo (26) durante a formação do paredão, realizada em votação aberta.

E quem fez questão de levantar o assunto foi o apresentador. Ao justificar seu voto em Emilly, Marinalva disse que não gostou de um comentário que a rival havia feito sobre a sua “vida pessoal”. Tiago Leifert, então, expôs publicamente, mais uma vez, a observação que a atleta não havia gostado. “Você se refere ao momento em que ela disse que você engravidou aos 16 anos?”
 
O apresentador mal havia terminado de falar quando Emilly, sem ser convidada, tomou a palavra e disse que Marinalva havia distorcido as coisas. A jovem se levantou e, por quase 30 segundos criticou duramente a rival. Leifert não a interrompeu, embora aquele fosse o momento em que Marinalva estava votando. 
 
A cena lembrou muito as votações na “Fazenda” à época em que Britto Jr. apresentava o reality da Record e não conseguia controlar os participantes.
 
Um pouco antes, Leifert já havia tirado uma chance de Marinalva aparecer positivamente no jogo. Cabia a ela escolher o anjo da semana. O público sabia que era “autoimune”, ou seja, que ela própria seria a beneficiada. Mas nesta situação, normalmente, o apresentador primeiro deixa a pessoa anunciar para quem quer dar o anjo e só depois conta que, na verdade, é a ela mesma a beneficiada. Leifert avisou Marinalva antes que ela pudesse dizer para quem daria o anjo – evitando a exibição de uma cena sempre interessante. 
 
O apresentador teve um bom momento ao ouvir o voto de Daniel em Emilly. “Por que você gostaria de ir com a Emilly?”, quis saber. Daniel deu a pior resposta possível: “Ah, não sei, acho ela forte, velho. Já voltou seis vezes.” O que levou Leifert, corretamente, a perguntar: “Aí você votou uma pessoa que você acha forte?” 
 
Daniel, então, resumiu a situação: “Chegamos num momento do jogo em que não tem mais o que se mostrar, a não ser a empatia do povo. Não tenho mais o que fazer aqui pra mostrar pras pessoas.”

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!