Especial BBB17

Gêmeos no "Gran Hermano": Por que eles são tão melhores lá do que no "BBB"?

Do UOL, em São Paulo

22/03/2017 13h08

Antônio e Manoel já se aproximam de uma semana na casa do "Gran Hermano Vip", versão espanhola do reality. Em poucos dias, eles já causaram muito mais do que no "BBB17".

Os capixabas são tão adorados por lá que já conquistaram até a produção, que concedeu a Antônio o direito a um "quarto do sexo" sem câmeras!

A seguir, veja por que é muito melhor ver os gêmeos no "Big Brother" da Espanha do que no do Brasil:

  • Imagem: Reprodução/Telecinco
    Reprodução/Telecinco
    Imagem: Reprodução/Telecinco

    O gêmeo que "causa"

    O público do "BBB" escolheu manter o gêmeo certinho na casa, mas esta talvez não tenha sido a melhor escolha.

    O alegre Manoel, que por aqui ganhou o apelido de Tonho da Lua, até gera algum entretenimento legítimo (para todo sempre será lembrada a comemoração efusiva na prova do líder, que virou meme quando ele se deu conta de que na verdade tinha sido eliminado), mas muito menos do que o "gêmeo mau".

    Antônio é tão divertido como Manoel, mas ele bebe todas e tem muito menos pudor do que o irmão. O que um reality show como o "BBB" não precisa é de uma "planta", certo?

  • Imagem: Reprodução/Telecinco
    Reprodução/Telecinco
    Imagem: Reprodução/Telecinco

    Fórmula velha com ingredientes certos

    Tudo bem, gêmeos que se passam um pelo outro é um baita clichê. E quem dera fosse só em novelas. O truque é tão barato que até no "BBB" foi usado algumas vezes.

    Mas no "Gran Hermano Vip" a graça foi colocar gêmeos gringos, que não eram atores e muito atrapalhados.

    É claro que o "jogo dos gêmeos" não demorou em ser desmascarado, mas o mais surpreendente é que a participação dos dois foi tão bem aceita que eles continuaram no programa após a brincadeira.

  • Imagem: Reprodução/Telecinco
    Reprodução/Telecinco
    Imagem: Reprodução/Telecinco

    ¡Hola! ¿Qué tal?

    Português é "bizarro"? Aos ouvidos de Alyson, sim. Mas não há dificuldade suficientemente grande para os gêmeos e os hermanos.

    A barreira do idioma, além do mais, garante boa diversão. Antônio, por exemplo, até inventou o neologismo "pegatión".

    E a criatividade não termina por aí. Os brasileiros se comunicam por gestos, mímicas, português mesmo, "portunhol" e até dançando. Quem nunca, né?

  • Imagem: Reprodução/Telecinco
    Reprodução/Telecinco
    Imagem: Reprodução/Telecinco

    Dose de emoção

    As sisters do "Gran Hermano" ficaram animadas com a chegada dos gêmeos saradões.A casa estava mesmo com nível de testosterona em baixa, com apenas um homem no reality.

    O hermano Marco é que não ficou lá muito contente com a novidade. Ele, que era muito próximo de Alyson, sentiu ciúme ao vê-la com Antônio e até seu semblante ficou mais sério.

    Na Espanha, já se fala em um triângulo complicado. Os gêmeos estão sendo capazes de realmente agitar o enredo do programa.

  • Imagem: Reprodução/TV Globo
    Reprodução/TV Globo
    Imagem: Reprodução/TV Globo

    Manoel sem Vivian

    Os dias de sono de Manoel ficaram no arquivo do "BBB17". O participante acabou se isolando na edição brasileira do "Big Brother" e só queria saber de dormir e ficar com sua amada Vivian.

    No "Gran Hermano", ele interage com todo mundo e já provou que é o tipo de participante de reality show que se dá muito melhor solteiro do que namorando.Ele ficou até empolgado com a chegada de Elettra, que voltou ao reality após uma passagem rápida pelo Brasil. Quanta diferença para quando ele caiu no choro no "BBB17"!

    A produção e os telespectadores agradecem.

  • Imagem: Reprodução/Telecinco
    Reprodução/Telecinco
    Imagem: Reprodução/Telecinco

    O gêmeo é (muito) hot!

    Antônio era o "cachorrão" do "BBB", mas foi na Espanha que ele fez realmente valer o apelido.

    O "gêmeo mau", que por aqui deu uns beijinhos em Mayara, fez derreter o coração da americana Alyson e colocou fogo no edredom.

    Os dois até ganharam um "quarto do sexo", em que puderam ficar juntinhos por uma hora sem serem vigiados pelos olhos do "Gran Hermano".

  • Imagem: Paulo Belote/Divulgação/TV Globo
    Paulo Belote/Divulgação/TV Globo
    Imagem: Paulo Belote/Divulgação/TV Globo

    Juntos somos fortes

    A principal lição do "Gran Hermano" ao "BBB" em relação aos gêmeos é que os irmãos são muito (mas muito mesmo) melhores juntos do que separados.

    Os dois são a mistura perfeita de humor, atrevimento e potencial de intriga. Aprendeu, Boninho?

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Blog do Maurício Stycer
TV e Famosos
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo