Especial BBB17

Com 77,17% dos votos, Marinalva é a décima primeira eliminada do "BBB17"

Reprodução/TV Globo
Marinalva deixa o "BBB17" após ser eliminada no décimo primeiro paredão Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

A paratleta Marinalva recebeu 77,17% dos votos no paredão realizado neste domingo (9) e foi a decima primeira participante a ser eliminada no "BBB17". A paranaense deixou a casa após perder a disputa para o medico Marcos, que se mantém na corrida pelo prêmio de R$1,5 milhão na casa mais vigiada do Brasil.  

"Quem sai hoje sai em quinto lugar. O 'BBB' é um jogo que mexe muito com as pessoas aqui fora. Mexe com paixão, com ódio... É um jogo que não para, ele continua vivo na Internet, nas redes sociais, no pay per view. As pessoas assistem e tomam decisões baseadas no que elas já viram", disse Tiago Leifert, antes de anunciar a saída da paratleta. "As pessoas às vezes precisam de tempo", completou.

A paranaense foi recebida do lado de fora pela família, incluindo o filho Robert, que participou da prova eliminatória que decidiu os três brothers que puderam participar da prova de liderança na última quinta-feira. Em uma situação atípica do programa, Tiago Leifert não interagiu com a recém-eliminada.

Reprodução/TV Globo
Imagem: Reprodução/TV Globo

A sister foi indicada pela líder da semana Emilly. A gaúcha ficou nervosa ao ser informada sobre a votação imediata no sábado (8) e hesitou por alguns segundos, mas abriu a votação colocando Marinalva no paredão com a justificativa: "Pela série de coisas que já aconteceram. O pedido de desculpa é bonito, mas não apaga o que aconteceu na casa".

Após o fim da votação da casa, Leifert abriu espaço para os brothers defenderem a permanência na casa. A paratleta tentou garantir a sua permanência da seguinte maneira: "Eu estou muito feliz de estar aqui, acho que todos já somos vencedores. Eu tenho dado o melhor que eu posso aqui dentro, todos os momentos que posso fazer algo, seja criticar ou algo construtivo, eu estou sempre fazendo o meu melhor".

Apesar de muito centrada, a sister fez alguns comentários fora do seu padrão após a indicação. Em uma das várias brigas que teve com Marcos durante a madrugada deste domingo (9), Emilly acabou tendo uma discussão paralela com Marinalva, que acordou com os berros do casal e resolveu dar sua opinião sobre a gêmea.

Depois de chamar a sister de desequilibrada e dizer que não vê a gêmea mostrar maturidade emocional para vencer o reality. Marinalva completou afirmando para Marcos que era impossível respeitar alguém tão mau-caráter. "Desculpa Marcos, mas ela é a escória da humanidade", acusou. Marinalva ficou revoltada por Emilly ter tentando desclassificá-la da prova do líder chamando a produção para verificar se a atleta não teria levantado o quadril. 

Competitiva 

Marinalva de Almeida, de 39 anos, é paranaense e primeira participante com deficiência física da história do "Big Brother Brasil".

A sister representou o Brasil na vela durante os Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro de 2016. Além desse esporte, ela já já fez natação, lançamento de dardo, vela, correu a São Silvestre e é recordista brasileira de salto em distância.

Antes de entrar na casa, a paratleta disse: "Não tenho medo de competir em nenhuma prova da casa. Só que tem um porém: não jogo sujo". A sister seguiu o jogo proposto, sem criar grandes pôlemicas, porém não venceu nenhuma prova do líder dentro do “BBB17”, seja de resistência, agiliadade ou concentração.

A paranaense perdeu a perna aos 15 anos em um acidente. "Quando aconteceu, já fui logo encarando as coisas, não fiquei em casa parada". Ela chegou a participar "Programa da Fátima Bernardes" em uma pauta sobre inclusão.

Ela garantiu que "mocinha com certeza não vou ser, mas também não acho que serei vilã". Ela estava certa, na verdade a falta de protagonista dentro do “BBB17” foi fundamental para sua eliminação. Apesar de ter chegado longe na competição, a sister não conseguiu criar um grande fã clube fora da casa, apesar de ser considerada forte candidata entre os brothers, não à toa ela sofreu com alto índice de rejeição no paredão desse semana. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
Blog do Maurício Stycer
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
Redação
Redação
Redação
Colunas - Flavio Ricco
Redação
Redação
Redação

Redação

Emilly é intimada a prestar depoimento na Delegacia da Mulher nesta segunda

Vencedora do "Big Brother Brasil 17", Emilly foi intimada a prestar depoimento nesta segunda-feira (17) às 10h na Delegacia da Mulher de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela delegada Marta Noeli, chefe da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher.   A gaúcha irá falar sobre as agressões físicas e verbais sofridas dentro da casa do "BBB" durante uma briga com Marcos na madrugada de sábado passado. Marta Noeli acredita que Emilly não precisará fazer exame de corpo delito.   "Ela já que foi examinada pelo médico na Globo, mas a Dra. Viviane quem vai decidir", explicou.     Após ouvir o depoimento do ex-BBB Marcos Harter na quarta-feira, a delegada Viviane Pinto, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, no Rio, falou sobre o inquérito que apura o suposto crime de lesão corporal cometido pelo médico contra Emilly, que culminou com a expulsão dele do "BBB17".   "Quando a Polícia Civil tomou conhecimento de um possível delito de violência doméstica ocorrendo no interior do reality show, a diretora do departamento me ligou e nós analisamos brevemente os momentos e vimos sim que ali havia indícios do crime de lesão corporal praticados contra a participante Emilly. Por isso decidimos instaurar inquérito policial para apurar o crime de lesão corporal", disse.   "Na segunda, instauramos o inquérito e foram solicitadas câmeras e deixadas intimações para a Emilly e para o Marcos. Quero deixar claro que a decisão pela expulsão dele foi unilateral da emissora", disse a responsável pela investigação. A delegada disse ainda que a apuração está adiantada e os próximos passos serão as análises das imagens.   O cirurgião plástico prestou depoimento nesta quarta-feira (12) sobre as agressões em rede nacional durante uma discussão com Emilly, que foram ao ar na madrugada de domingo.   Durante entrevista ao "Mais Você" desta sexta, Emilly afirmou que pretende conversar com o cirurgião plástico: "Colocar tudo em pratos limpos". A ex-BBB revelou que foi instruída a não conversar com o gaúcho. "Me disse disseram que, no momento que ele saiu, ficou contra mim. Ele começou a fazer campanha contra mim: 'O Marcos está contra ti, ele está fazendo companha contra ti', me disseram", comentou.  

Redação
Redação
Redação
Redação
Chico Barney
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Entretenimento
Redação
Redação
Maurício Stycer
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo