PUBLICIDADE
Topo

Especial BBB17

Emilly e Marcos: o não romance que precisa acontecer

Marcos: rejeitado por Emilly e abraçado pelo público - Reprodução/TV Globo
Marcos: rejeitado por Emilly e abraçado pelo público Imagem: Reprodução/TV Globo

Roberto Guerra

Colaboração para o UOL

15/02/2017 10h39

São 17 edições e muitos romances marcantes no "Big Brother", mas sempre há espaço para novidade. A desta edição é um não-romance, pelo menos até agora. Marcos, desde o início do programa, e de forma obstinada, tenta conquistar Emilly, que nega suas investidas, mas dá corda para o cirurgião continuar operando suas artimanhas de sedução.

Ambos, confinados dentro da casa e sem acesso ao mundo exterior, fazem pouca ideia de como a situação deles anda repercutindo na audiência. Emilly, no entanto, desde a noite anterior, tem subsídios para interpretar a perspectiva do público. Marcos voltou do segundo paredão ao qual foi submetido incólume, o que, para bom entendedor, significa que tem respaldo da audiência. E, afinal, é esta quem decide a sorte dos brothers.

Se a gêmea remanescente será capaz de perceber as pistas ainda é uma incógnita. De alguns dias pra cá ela vem cedendo aos encantos do doutor, o elogiando para os colegas de confinamento, mas o mantendo a uma distância segura. Ele, inteligentemente, não deixa em momento algum de demonstrar seu interesse, mas, em exercício de autocontrole ou pura estratégia, não força a barra além do permitido.

Fato é que Emilly vai ter de tomar uma decisão antes que acabe o "BBB17". Dificilmente o público vai tolerar esse chove não molha por mais dois meses. Ou a sister deixa claro ao doutor que não vai rolar e para de alimentar suas esperanças, ou sucumbe.

Acostumado a horas e horas em uma mesa de cirurgia, o médico boa pinta parece incansável. O público, por outro lado, não tem tanta paciência. Nesta peleja, quem sai perdendo é Emilly, que começa a ser vista como manipuladora e sem coração pela audiência. A julgar pelos comentários neste portal, em confronto direto com Marcos num paredão, dificilmente a moçoila sobreviveria.

Especial BBB17