Especial BBB17

"Não foi um chute. Marcos fingiu que doeu", diz Mayla ao defender Emilly

Divulgação/TV Globo
Mayla sai em defesa de Emilly após Marcos acusar sister de agredi-lo com chute Imagem: Divulgação/TV Globo

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

Emilly chutou Marcos? Foi só brincadeira? Para Mayla, a irmã gêmea não atacou o namorado na madrugada desta terça-feira (14). Procurada pelo UOL, a Globo disse que Emilly não será expulsa porque o casal estava apenas brincando na área externa da casa.

"Aquilo não foi um chute, as pessoas têm que começar a olhar melhor o que é um chute. Ele estava puxando o pescoço dela, parece e ela falou: 'sai daqui, Marcos. Ela empurrou ele com o pé e não chutou para machucar", defendeu Mayla.

Ela, que esteve confinada com a irmã no reality, acredita que o brother tenha forçado uma situação: "Ele fingiu que doeu. Ele disse que estava fingindo. Ele falou que estava fazendo cena. Nem doeu".

Mayla, no entanto, não acredita que o cirurgião tenha feito drama para prejudicar sua irmã. "Ele são um casal. Foi uma cena normal de casal. Acho que foi uma brincadeira", afirmou.

A gêmea garante que está tranquila sobre uma possível desclassificação de Emilly, mas conta que chegou a perder o sono antes de assistir ao episódio que acirrou as torcidas nas redes sociais.

"Eu estava quase dormindo e meu celular começou a vibrar muito. Eu tive que olhar o que estava acontecendo. Eram meus amigos mandando prints, tuítes, e vídeo do tal chute. Quando eu vi o vídeo, nem me preocupei", disse.

Postura do Marcos com Emilly: "Não concordo"

Mayla disse que a família não vai tomar partido em relação ao namoro de Emilly e Marcos. Os parentes do brother, no entanto, não aprovam o namoro e resolveram apoiar a eliminação da jovem.

"Na minha família nunca vamos ser nem a favor e nem contra [o namoro]. Somos a favor da felicidade dela. Se ela se sentir feliz ao lado do Marcos, vamos apoiá-la", declarou.

Mas, agora como espectadora do "BBB", ela diz o que a desagrada no cunhado: "Acho que é um relacionamento, eles estão namorando. Não concordo com a postura dele falando mal dela, concordando com o que as pessoas falam dela. Ele deveria defender a mulher dele em qualquer situação. Lá dentro [do 'BBB'] ou aqui fora todo homem tem que defender a sua mulher".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

TV e Famosos
Redação
Redação
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
Blog do Maurício Stycer
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
Redação
Redação
Redação
Colunas - Flavio Ricco
Redação
Redação
Redação

Redação

Emilly é intimada a prestar depoimento na Delegacia da Mulher nesta segunda

Vencedora do "Big Brother Brasil 17", Emilly foi intimada a prestar depoimento nesta segunda-feira (17) às 10h na Delegacia da Mulher de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela delegada Marta Noeli, chefe da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher.   A gaúcha irá falar sobre as agressões físicas e verbais sofridas dentro da casa do "BBB" durante uma briga com Marcos na madrugada de sábado passado. Marta Noeli acredita que Emilly não precisará fazer exame de corpo delito.   "Ela já que foi examinada pelo médico na Globo, mas a Dra. Viviane quem vai decidir", explicou.     Após ouvir o depoimento do ex-BBB Marcos Harter na quarta-feira, a delegada Viviane Pinto, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, no Rio, falou sobre o inquérito que apura o suposto crime de lesão corporal cometido pelo médico contra Emilly, que culminou com a expulsão dele do "BBB17".   "Quando a Polícia Civil tomou conhecimento de um possível delito de violência doméstica ocorrendo no interior do reality show, a diretora do departamento me ligou e nós analisamos brevemente os momentos e vimos sim que ali havia indícios do crime de lesão corporal praticados contra a participante Emilly. Por isso decidimos instaurar inquérito policial para apurar o crime de lesão corporal", disse.   "Na segunda, instauramos o inquérito e foram solicitadas câmeras e deixadas intimações para a Emilly e para o Marcos. Quero deixar claro que a decisão pela expulsão dele foi unilateral da emissora", disse a responsável pela investigação. A delegada disse ainda que a apuração está adiantada e os próximos passos serão as análises das imagens.   O cirurgião plástico prestou depoimento nesta quarta-feira (12) sobre as agressões em rede nacional durante uma discussão com Emilly, que foram ao ar na madrugada de domingo.   Durante entrevista ao "Mais Você" desta sexta, Emilly afirmou que pretende conversar com o cirurgião plástico: "Colocar tudo em pratos limpos". A ex-BBB revelou que foi instruída a não conversar com o gaúcho. "Me disse disseram que, no momento que ele saiu, ficou contra mim. Ele começou a fazer campanha contra mim: 'O Marcos está contra ti, ele está fazendo companha contra ti', me disseram", comentou.  

Redação
Redação
Redação
Redação
Chico Barney
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Entretenimento
Redação
Redação
Maurício Stycer
Redação
Redação
Redação
Topo