Famosos

"Já fui chamada de estuprada na rua", relembra ex-BBB Monique Amin

Reprodução/ Twitter
Ex-BBB Monique diz que reviveu o episódio envolvendo ela e modelo Daniel durante o reality show, em 2012 Imagem: Reprodução/ Twitter

Felipe Pinheiro

Do UOL, em São Paulo

13/04/2017 08h08

A ex-BBB Monique Amin, participante “Big Brother Brasil 12”, diz que reviveu o episódio envolvendo ela e o modelo Daniel durante o reality show, em 2012, ao acompanhar os últimos acontecimentos referentes ao comportamento agressivo de Marcos com Emilly, no 'BBB17", que culminaram com a expulsão do médico, e que sofre consequências até hoje. 

Em entrevista ao UOL, Monique conta que se lembrou de tudo ao assistir as cenas de Marcos e Emilly e que, na época, as pessoas a julgaram muito por ela não ter denunciado Daniel.

“Nunca ganhei nada. Acharam que vendi meu silêncio. Sofri muito com isso. Já fui chamada de estuprada na rua. Já estive em várias situações, jantares, conhecidos, que sentia que as pessoas queriam saber disso. Já ouvi funk feito para mim. Eu vi o mesmo vídeo que todos viram [dela com Daniel, que motivou a abertura de investigação do suposto estupro]. Eu não sabia o que dizer. Disse o que? Que não”, relembra Monique, que na época inocentou Daniel.

Na edição de 2012, o modelo foi expulso do programa acusado de "comportamento inadequado" enquanto Monique dormia, logo após a primeira festa na casa. A polícia abriu investigação para apurar a suspeita de estupro. O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro encerrou o inquérito após o depoimento de Monique, que negou o abuso sexual.

“Meus irmãos não queriam ir para aula ouvir piada. Minha mãe sofreu muito. Quem deve ter ganhado algo foi ele, pois eu o inocentei”, afirma.

Assim que Tiago Leifert anunciou a expulsão de Marcos do programa, na segunda-feira (12), Monique desabafou no Twitter e questionou por que não teve o mesmo tratamento que Emilly, que foi chamada ao confessionário e orientada pela produção de que ela poderia denunciar Marcos por agressão se quisesse. Emilly não quis.

“No meu caso ocorreu tudo da mesma forma. Me chamaram no confessionário. Nenhum momento esclareceram nada para a minha família. Eles não sabiam se eu tava de acordo ou não lá dentro. Pensaram em me tirar da casa. Mas não sabiam se eu queria. Por que não abriram da forma que abriram o caso ao vivo para os participantes? Para o público? Isso que não entendo”, desabafa.

"Me prejudicou demais"

Divulgação/TV Globo
Daniel e Monique protagonizaram um dos casos mais polêmicos do "BBB" em 2012 Imagem: Divulgação/TV Globo
Monique Amin relembra que quando deixou o confessionário e voltou para a casa do programa, não tocou no assunto. E afirma que o caso, também muito exposto na época, a prejudicou demais. “Está no meu DNA. Até hoje. Se pesquisar sobre mim, esse assunto volta. Me prejudicou psicologicamente. Acha que quando eu vivia chorando lá [no ‘BBB’) era por estar gorda, por causa das roupas? Era só por isso que eu chorava?”, diz ela, que sentiu-se desamparada:

“Era nova. Estava perdida. Primeira semana do programa, longe da minha família. E o medo? De falar que sim? De dizer que não? O que ia acontecer? Me sentia culpada alguns momentos, assim como Emilly se sentiu mesmo não tendo culpa”.

A ex-BBB diz ainda que se questionava o tempo todo. “Por que fiz isso? Por que eu bebi tanto? Por que deitei com ele? Muitas perguntas. O Tiago Leifert deixou claro que Emilly não precisou denunciar, que intervieram por ela, que Marcos foi expulso por decisão de autoridades. No meu caso ninguém fez isso. Pareceu que eu é que quis que o Daniel saísse. Foi o mesmo caso do Marcos”, conta Monique, que acredita ter perdido trabalhos por conta daquele episódio.

Mesmo sendo envolvida em uma situação delicada, ela diz que de maneira alguma se arrepende ter ter entrado no reality da Globo -- mas acredita que seu caso poderia ter sido abordado de forma mais adequada.  

“Minha sorte é que esse caso foi no início e eu fiquei até a última semana. Consegui acrescentar coisas a minha imagem, não apenas o escândalo. Mas tenho certeza que perdi alguns trabalhos”.

Monique Amin diz que depois de “cair a ficha” achou justa a expulsão do Daniel, pois acredita que naquele momento ele teve alguma intenção em relação ela. “Alguma atitude ele teve ali. Se foi estupro, abuso, tentativa... Porém acho que foi levado muito como mistério. Panos quentes”, opina.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
do UOL
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Topo