Especial BBB17

Final do "BBB17" tem três festas e climão entre os participantes

Ana Cora Lima

Do UOL, no Rio

Em uma edição marcada por divisão de grupos e muitas desavenças, a confraternização final do "BBB17" tinha que terminar em climão. Foram organizadas três festas, com Emilly, Mayla e seu Volnei passando em todas -- e a maioria dos participantes preferindo distância da campeã.

A maioria dos brothers optou por festejar no evento fechado pela equipe do programa perto dos Estúdios Globo – no qual Emilly deu uma passada rápida. Marcos Harter não esteve em nenhuma das festas.

Roberta, Mayara, Antônio, Manoel e Luiz Felipe marcaram presença nos outros eventos, mas evitaram cumprimentar Emilly. "Ela está aí? Não vi", disse Roberta ao ser perguntada se iria parabenizar a campeã. Dez minutos depois, a sister foi embora. "Estou cansada", desculpou-se, já na porta do elevador.

Emilly elegeu a festa na cobertura do Hotel Lagheto, na Barra da Tijuca, como a sua preferida. Foi lá que ela passou a maior parte do tempo, e só saiu às 5h da manhã. Acompanhada dos trigêmeos de Fátima Bernardes e William Bonner, ela não saiu da pista (confira no vídeo acima). Foi com Vinicius, Laura e Beatriz que brindou com champanhe a vitória no "BBB17".

"Muito feliz e eu só tenho que agradecer a todos que torceram por mim", disse ela, ao lado do promoter Savanan de Almeida.

Vestida com um macaquinho de grife comprado pelos fãs, Emilly estava cercada por três seguranças, mas tirou fotos com alguns convidados e também chegou a ser tietada por outros ex-BBBs da edição 16, como Daniel, Ronan, Matheus e Maria Claudia, a Cacau. Os dois últimos, que até foram namorados fora do jogo, não se importaram em esconder que estão livres e com disposição para ficar com outras pessoas.

Uma terceira festa, promovida por ex-BBBs aconteceu em uma boate, também na Barra da Tijuca, e atraiu alguns participantes de edições anteriores com Fran, Diego e Marcelo, do “BBB14”. Ao contrário de outros anos, porém, não apareceram subcelebridades ou atores do elenco B, antes figurinhas fáceis nos eventos do “BBB”.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
Blog do Maurício Stycer
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
Redação
Redação
Redação
Colunas - Flavio Ricco
Redação
Redação
Redação

Redação

Emilly é intimada a prestar depoimento na Delegacia da Mulher nesta segunda

Vencedora do "Big Brother Brasil 17", Emilly foi intimada a prestar depoimento nesta segunda-feira (17) às 10h na Delegacia da Mulher de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela delegada Marta Noeli, chefe da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher.   A gaúcha irá falar sobre as agressões físicas e verbais sofridas dentro da casa do "BBB" durante uma briga com Marcos na madrugada de sábado passado. Marta Noeli acredita que Emilly não precisará fazer exame de corpo delito.   "Ela já que foi examinada pelo médico na Globo, mas a Dra. Viviane quem vai decidir", explicou.     Após ouvir o depoimento do ex-BBB Marcos Harter na quarta-feira, a delegada Viviane Pinto, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, no Rio, falou sobre o inquérito que apura o suposto crime de lesão corporal cometido pelo médico contra Emilly, que culminou com a expulsão dele do "BBB17".   "Quando a Polícia Civil tomou conhecimento de um possível delito de violência doméstica ocorrendo no interior do reality show, a diretora do departamento me ligou e nós analisamos brevemente os momentos e vimos sim que ali havia indícios do crime de lesão corporal praticados contra a participante Emilly. Por isso decidimos instaurar inquérito policial para apurar o crime de lesão corporal", disse.   "Na segunda, instauramos o inquérito e foram solicitadas câmeras e deixadas intimações para a Emilly e para o Marcos. Quero deixar claro que a decisão pela expulsão dele foi unilateral da emissora", disse a responsável pela investigação. A delegada disse ainda que a apuração está adiantada e os próximos passos serão as análises das imagens.   O cirurgião plástico prestou depoimento nesta quarta-feira (12) sobre as agressões em rede nacional durante uma discussão com Emilly, que foram ao ar na madrugada de domingo.   Durante entrevista ao "Mais Você" desta sexta, Emilly afirmou que pretende conversar com o cirurgião plástico: "Colocar tudo em pratos limpos". A ex-BBB revelou que foi instruída a não conversar com o gaúcho. "Me disse disseram que, no momento que ele saiu, ficou contra mim. Ele começou a fazer campanha contra mim: 'O Marcos está contra ti, ele está fazendo companha contra ti', me disseram", comentou.  

Redação
Redação
Redação
Redação
Chico Barney
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Entretenimento
Redação
Maurício Stycer
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo