Especial BBB17

Não era Emilly! Outras gêmeas foram confinadas, mas não entraram no "BBB17"

Reprodução/Facebook Livia Bravo
Lívia e Julia Bravo quase entraram no programa Imagem: Reprodução/Facebook Livia Bravo

Felipe Abílio

Do UOL, em São Paulo

Tiago Leifert entrou na casa do “BBB” na última segunda-feira (10) para dar uma levantada no programa após a expulsão de Marcos e falou para Emily que a seletiva dela foi a inspiração para colocar gêmeos no programa fazendo com que a menina ficasse emocionada, mas o apresentador pode ter contado uma pequena mentirinha – ou uma história pela metade, pelo menos. 

Na chamada inicial do programa, quando os participantes começaram a ser apresentados para o público, as gêmeas Lívia e Júlia Bravo, de 21 anos, apareciam ao lado dos demais participantes do programa. Em conversa com o UOL, Lívia contou que as duas passaram por todas as seletivas e foram as escolhidas para a 17ª edição.

Reprodução/ TV Globo
Imagens de pedaços mostrados nas chamadas iniciais do programa formam o rosto de Lívia e Júlia Imagem: Reprodução/ TV Globo
“Fomos convidadas para participar da seleção a partir de um olheiro virtual, que encontrou os nossos perfis nas redes sociais e pediu nossos contatos. A gente não tem muito a ver com o 'BBB', mas fizemos as seletivas, achamos engraçado entrar no programa sem pensar nas consequências. Gravaram com a gente, nosso dia dia, com a nossa família e fomos confinadas no hotel no dia 17 de janeiro”.

Atrizes por formação, as duas tinham acabado de gravar um comercial para uma rede de fast food e foi aí que os problemas começaram a aparecer.

“Não tínhamos falado nada sobre contrato até que a advogada foi no nosso quarto, ela perguntou se tínhamos alguma coisa e falamos do comercial, que já tínhamos gravado, mas que era de exclusividade só com outra marca de fast food, que não implicaria em nada com o programa. A advogada disse que iria ver e que achava que não teria problema. Falamos que tinham que correr porque o comercial poderia ir ao ar a qualquer momento”.

Reprodução/Facebook livia bravo
Lívia e Júlia são atrizes e moram no Rio de Janeiro Imagem: Reprodução/Facebook livia bravo
Lívia contou que, após passar um dia todo confinadas, as irmãs foram dispensadas pela produção do programa.

“Eles foram no quarto e falaram que o comercial já estava no ar, que não poderiam fazer mais nada porque as pessoas já tinham assistido e a nossa imagem estava associada a marca, era um comercial com bastante texto, as pessoas viam que era a gente ali. A produção falou que tinha gostado muito da gente, foram muito gentis, eles até tentaram fazer com que o comercial não fosse ao ar, mas pediram para a gente arrumar as coisas e ir embora”.

Lívia conta que Júlia já não estava muito bem no confinamento do hotel e que se chocou com ao se dar conta que era descartável para eles.

“A minha irmã estava mal no hotel, mas eu estava bem e ela não queria passar para mim. Ficamos chocadas com a questão de como somos descartáveis e como isso deve ter acontecido com outras pessoas também. A gente sabe que eles [a produção] podem fazer o que quiserem, que muita coisa que a gente assiste ali eles podem ter criado”.

Procurada, a assessoria de imprensa da Globo informou que não comentaria o assunto.

Transtorno pós-confinamento

Reprodução/Facebook Lívia Bravo
Imagem de um trabalho das irmãs Imagem: Reprodução/Facebook Lívia Bravo
A atriz disse que, para entrar no programa, as duas entregaram o apartamento onde moravam e dois dias depois estavam sem ter onde viver.

“Minha família é do interior e a gente morava na capital, entregamos o apartamento onde morávamos, a sorte que tínhamos uma tia lá e ficamos até conseguir outro apartamento. Foi um transtorno isso, mas por outro lado somos atrizes, trabalhamos com isso, a gente corre muito atrás, estamos na faculdade, a gente tinha muito a perder e talvez não era para ser. Como ficaria a vida profissional depois de tudo?”

Apesar de a história não ter sido muito divulgada, Lívia conta que recebe até hoje várias mensagens de fãs do programa.

“As pessoas nos acharam antes da lista oficial do programa sair, tem gente que manda mensagem dizendo que preferia que a gente tivesse entrado para não terem que ver a Emilly todo dia, a internet tem muito hater. Não tenho nada contra as meninas, espero que elas se deem bem aproveitem o momento delas, elas não tinham muito a perder, a gente tem muita coisa aqui de trabalho, hoje estamos aliviadas por não ter entrado, eu prefiro que tenha sido dessa forma”.

Reprodução/Facebook Livia Bravo
Imagem do comercial que tirou as duas do programa Imagem: Reprodução/Facebook Livia Bravo

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Redação
TV e Famosos
UOL Entretenimento
TV e Famosos
Blog do Maurício Stycer
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
TV e Famosos
Redação
Redação
Redação
Redação
Colunas - Flavio Ricco
Redação
Redação

Redação

Emilly é intimada a prestar depoimento na Delegacia da Mulher nesta segunda

Vencedora do "Big Brother Brasil 17", Emilly foi intimada a prestar depoimento nesta segunda-feira (17) às 10h na Delegacia da Mulher de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela delegada Marta Noeli, chefe da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher.   A gaúcha irá falar sobre as agressões físicas e verbais sofridas dentro da casa do "BBB" durante uma briga com Marcos na madrugada de sábado passado. Marta Noeli acredita que Emilly não precisará fazer exame de corpo delito.   "Ela já que foi examinada pelo médico na Globo, mas a Dra. Viviane quem vai decidir", explicou.     Após ouvir o depoimento do ex-BBB Marcos Harter na quarta-feira, a delegada Viviane Pinto, titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, no Rio, falou sobre o inquérito que apura o suposto crime de lesão corporal cometido pelo médico contra Emilly, que culminou com a expulsão dele do "BBB17".   "Quando a Polícia Civil tomou conhecimento de um possível delito de violência doméstica ocorrendo no interior do reality show, a diretora do departamento me ligou e nós analisamos brevemente os momentos e vimos sim que ali havia indícios do crime de lesão corporal praticados contra a participante Emilly. Por isso decidimos instaurar inquérito policial para apurar o crime de lesão corporal", disse.   "Na segunda, instauramos o inquérito e foram solicitadas câmeras e deixadas intimações para a Emilly e para o Marcos. Quero deixar claro que a decisão pela expulsão dele foi unilateral da emissora", disse a responsável pela investigação. A delegada disse ainda que a apuração está adiantada e os próximos passos serão as análises das imagens.   O cirurgião plástico prestou depoimento nesta quarta-feira (12) sobre as agressões em rede nacional durante uma discussão com Emilly, que foram ao ar na madrugada de domingo.   Durante entrevista ao "Mais Você" desta sexta, Emilly afirmou que pretende conversar com o cirurgião plástico: "Colocar tudo em pratos limpos". A ex-BBB revelou que foi instruída a não conversar com o gaúcho. "Me disse disseram que, no momento que ele saiu, ficou contra mim. Ele começou a fazer campanha contra mim: 'O Marcos está contra ti, ele está fazendo companha contra ti', me disseram", comentou.  

Redação
Redação
Redação
Redação
Chico Barney
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
UOL Entretenimento
Redação
Redação
Maurício Stycer
Redação
Redação
Redação
Redação
Redação
Topo