PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

Num "BBB" movido a bebida alcoólica, Leifert pede cuidado com a saúde

Brothers brindam juntos na terceira festa do "BBB18" - Reprodução/GloboPlay
Brothers brindam juntos na terceira festa do "BBB18" Imagem: Reprodução/GloboPlay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

26/02/2018 00h51

Em toda edição do “BBB”, os momentos mais esperados da semana são as festas. É quando os brothers comem melhor e bebem à vontade. Movidos a álcool, é a hora em que “se soltam”, falam “verdades”, cometem desatinos e dão vexames.

Tão tradicional quanto as festas são as edições do dia seguinte, que trazem para o espectador os melhores momentos da noite anterior. Na verdade, os piores momentos.

Nesta edição, Ana Clara, Jessica e Paula já “brilharam” nas festas. A filha de Ayrton, em especial, já protagonizou situações cômicas por conta do excesso de bebida. Jéssica, por sua vez, passou muito mal na última balada do programa.

Neste domingo (25), Tiago Leifert falou do assunto com os brothers. “Não é recado de jogo, é na parceria mesmo”, disse ele, ao introduzir o assunto. Evitando falar de bebida, especificamente, ele adotou um tom paternal: “Queria pedir pra vocês cuidarem da saúde de vocês um pouco melhor. Pra vocês se cuidarem com mais carinho. Porque o programa é longo, vai longe.”

E para evitar que alguém se sentisse atingido, ele acrescentou: “Esse não é um recado específico pra uma pessoa. Isso é desde o começo, que a gente já vem observando, em todas as festas, principalmente. É pra vocês cuidarem de vocês com mais carinho. Pra vocês poderem aproveitar com saúde as coisas que o Big Brother oferece. Vamos tomar mais cuidado, por favor. Vamos cuidar da saúde!”

É uma situação complicada. Sem cerveja, espumante ou vodca, não existiria o que mostrar para o espectador do “BBB”. É cruel, mas é a realidade do programa. Leifert pode pedir para os brothers não exagerarem, mas ele sabe que sem um pouco de exagero o programa seria um tédio.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Mauricio Stycer