Topo

Wagner tira satisfação com Viegas após derrota em prova: "Como faz agora?"

Reprodução/Globosatplay
Viegas e Wagner conversam no quarto após perderem prova do líder Imagem: Reprodução/Globosatplay

Do UOL, em São Paulo

09/03/2018 09h09

Primeiros eliminados da prova de resistência que teve início na quinta-feira (8), Wagner e Viegas discutiram no quarto sobre a derrota. A dupla foi desclassificada após Viegas se esquecer de apertar o botão amarelo.

"Como faz agora, mano?", questionou Wagner. "A maneira que de repente eu agiria não é a mesma que você age", rebateu Viegas. "Não dá pra falar isso porque você não está na minha pele, tá ligado?", observou o amigo.

O músico tentou se justificar e reconheceu o erro: "Estou te dando uma ideia de brother. Só escuta. A última coisa do mundo que eu queria era ter perdido da maneira que a gente perdeu. Eu assumo a bronca. Eu que errei. Em nenhum momento quis que isso acontecesse. Não foi minha culpa. Ficar falando disso agora, a gente não vai resolver nada".

A prova

A prova, de resistência e equilíbrio, coroou uma dupla como novo líder do reality. Os vitoriosos vão ter de entrar em consenso e indicar apenas uma pessoa ao paredão. No programa de sexta-feira (09), os dois líderes terão de fazer uma escolha: um deles terá direito a imunidade, enquanto o outro recebe R$10 mil.

Na prova, os brothers precisaram atravessar plataformas de equilíbrio portando um cartão. Em cada rodada, o telão indicava o tempo que as duplas têm para terminá-la. Caso não conseguisse, o dueto estaria eliminado.

"A prova é muito simples. Cada dupla deverá se posicionar de um dos lados das traves. Os brothers deverão trazer e levar um cartão de uma plataforma para a outra, se equilibrando em uma plataforma estreita e não podendo se desequilibrar e cair. Quem não completar a tarefa dentro do tempo estará eliminado. A disputa é de resistência", explicou Leifert.

Reprodução/TvGlobo
Imagem: Reprodução/TvGlobo

O apresentador também enumerou as proibições da prova: "Não esqueçam de apertar o botão nos extremos das traves. Não teremos um sinal sonoro para avisá-los. Os tempos entre um cartão e outro são variáveis. Quem cair precisa recomeçar".