Topo

"É uma ferida aberta", diz amiga de Kaysar sobre passado em guerra na Síria

Arquivo Pessoal
Kaysar com a amiga Cibelle Kerber Imagem: Arquivo Pessoal

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

30/03/2018 04h00

Amiga de Kaysar há um ano, a professora Cibelle Kerber conta que, assim como aconteceu com boa parte do público quando o sírio apareceu no "Big Brother Brasil", ele ganhou o coração dela e de sua família com seu carisma logo de cara.

"Minha cunhada fez um curso de hotelaria com ele e o convidou para o aniversário dela, nos dizendo que ele era sírio, estava há pouco tempo no Brasil e não tinha muitos amigos. Acabei não indo para esse jantar porque estava trabalhando, mas no fim da noite já tinha muitas fotos no grupo da família e o único assunto era o Kaysar. Naquela noite mesmo mudaram o nome do grupo da família para 'fãs do Kaysar'. E o assunto era ele o tempo todo, que iam dar um jeito de casar ele com alguma prima para ele nunca mais sair da família", conta.

Cibelle ficou curiosa e quis dar um jeito de conhecer pessoalmente o "famoso" Kaysar. "Todos os domingos jantamos em família na casa da minha sogra, naquele domingo ele foi convidado para jantar conosco e foi aí que o conheci pessoalmente. Ele ganhou o coração de todo mundo. Desde então ele participa dos jantares em família nos domingos, e em festas de aniversário, churrascos, comemorações. Virou parte da família mesmo!"

Reprodução/Facebook
Kaysar com os pais George Dadour e Diane Dadour e a irmã, Celine Dadour Imagem: Reprodução/Facebook
Assim como no "BBB", Kaysar é reservado em relação a sua vida pessoal e sua família: os pais George Dadour e Diane Dadour moram em Alepo, uma das cidades mais arrasadas pela guerra na Síria, e a irmã, Celine Dadour vive no Líbano. Dentro do programa, vários participantes já falaram que gostariam de saber mais do passado dele.

"Do jeito que ele fala na casa, fala com a gente. Tem muita coisa que a gente sabe sobre ele porque fomos montando um quebra-cabeças ao longo dessa convivência. Ele nunca conta a história dele abertamente. É nítido que é uma ferida aberta que ele não gosta de mexer. Nós sempre respeitamos isso e nunca ficamos fazendo perguntas. Sempre aceitamos quando ele decidia falar ou expor algo da vida dele, sem forçar demais", conta a amiga.

Misterioso

Recentemente, Ayrton perguntou ao sírio qual era a profissão do pai dele e o brother desconversou.

"A questão da profissão do pai acredito que ele não respondeu porque tudo o que eles tinham não têm mais. Ele havia comentado que antes da guerra, a família tinha terras e trabalhava com isso, mas que quando a guerra começou, uma parte foi tomada por grupos rebeldes e a outra pelo governo. Ficaram sem nada. Acho que a resposta dele ao Ayrton não foi apenas se esquivando, porque acho que nem ele sabe como os pais sobrevivem hoje", explica.

Cibelle conta que o sonho de Kaysar ao se inscrever no reality show é trazer sua família para viver com ele no Brasil. "Hoje em dia, por causa do programa, converso todos os dias com a irmã dele. Aí as coisas foram tomando mais forma e mais sentido. O objetivo dele sempre foi trazer a família pra cá! Desde a inscrição no 'BBB', nós acompanhamos toda a peneira que ele passou, o objetivo dele sempre foi 'tirar os pais do inferno' como ele dizia!".

A irmã de Kaysar consegue assistir um pouco do programa na internet e quando tem alguma dúvida sobre a participação dele, pergunta para a amiga brasileira.

"Vejo a Celine como o lado razão dos irmãos. Kaysar tem esse coração gigante e sofre muito por causa disso. Ela acompanha o 'BBB' pelo Youtube porque no Líbano não tem Globo internacional, e pelas redes sociais. É onde as coisas complicam um pouco porque nem tudo que sai nas redes sociais é verdade. Aí ela me manda prints de várias coisas que falam sobre ele e eu traduzo e explico se é algo real ou inventado".

A vida em Curitiba

Antes de entrar no programa, Kaysar morava com Nassib, um primo da sua mãe, que o acolheu em Curitiba, Paraná.

Reprodução/Globoplay
Jéssica e Kaysar conversam na cozinha da casa Imagem: Reprodução/Globoplay

"Quando ele chegou, em maio de 2014, foi trabalhar na loja do Seu Nassib, depois foi arrumando outros bicos, tudo que aparecia ele fazia, assim começou a trabalhar como animador de festas infantis. Aí fez um curso de hotelaria, e foi trabalhar como garçom de hotel".

A amiga acredita que o envolvimento do sírio com Patrícia no reality show o prejudicou um pouco no jogo. "A maneira como as coisas aconteceram, e como o jogo estava sendo desenhado ali dentro, deixou uma impressão ruim aqui fora".

Fora do programa, Kaysar é galanteador e já teve algumas namoradas brasileiras.

"Ele é diferente dos homens brasileiros, não chega chegando. Nas baladas mesmo ele vai pra dançar, não pra ficar com as meninas! Ele gosta da conversa, da conquista. E não avança sinal se a pessoa não deixar isso bem claro".

Por isso, Cibelle acredita que o brother só ficará com Jéssica no programa se ela demonstrar um interesse direto por ele. "Se ela deixar isso muito claro, desenhado, dito com todas as letras, pode ser que eles fiquem juntos sim! Não adianta dar indireta, ser sutil".

A amizade de Kaysar e Jéssica é bem vista pela amiga do sírio, que aprova caso role um romance entre eles. "Gosto da amizade dos dois porque eles estão meio que sobrando na casa mesmo, acho natural que se aproximem por isso. Mas se ficarem juntos acho que vai ser legal, ou não, porque o jogo está acabando e os envolvimentos ali tomam outra proporção, e cedo ou tarde alguém vai ter que sair, e acho que isso afeta muito qualquer um ali dentro".

A professora acha que Kaysar tem chances de ser o campeão da atual edição do "BBB". "Ele tem uma personalidade linda e única. É divertido, inteligente, tem uma história linda. Tem tudo pra ganhar o programa".

Reprodução/Facebook
O sonho de Kaysar é vencer o "BBB" para tirar seus pais da Síria e reunir a família no Brasil Imagem: Reprodução/Facebook

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!