Topo

Kaysar ganhava R$ 150 para animar festas e não falava da família, diz amiga

Arquivo Pessoal
Kaysar vestido de Olaf, personagem da animação "Frozen" e de Homem-Aranha Imagem: Arquivo Pessoal

Marcela Ribeiro

Do UOL, no Rio

07/04/2018 04h00

Homem-Aranha, príncipe da Branca de Neve, Olaf, Aladdin... Para fazer a alegria das crianças e conseguir ganhar uma renda extra, Kaysar já se transformou em vários personagens. Antes de entrar no "BBB18", ele trabalhava como garçom em um hotel de Curitiba, Paraná, e era animador de festas infantis caracterizado de personagens nos fins de semana. Para a função, o sírio ganhava R$ 150 por festa.

"Eu o conheci em um curso de hotelaria em Curitiba. Nos tornamos amigos, ele estava sempre animado, íamos para a balada em amigos sempre e, ao final do curso, o chamei para interpretar um herói em uma festa infantil para minha empresa", conta a amiga Stephanie Keller, dona da Tão Tão Distante Personagens Vivos.

Arquivo Pessoal
Kaysar com as amigas Adriana Froes e Stephanie Keller antes de se apresentaram em uma festa infantil Imagem: Arquivo Pessoal

A festa, no final de 2015, foi um sucesso. E o sírio passou a perguntar sempre quando teria mais. Devido ao porte físico e energia, Homem-Aranha era o personagem que Kaysar mais se caracterizava em festas.

"Acabou que eu o chamava para praticamente todas as festas de heróis, príncipes, mascotes, porque além de meu amigo, confio muito, pois esse trabalho exige um profissionalismo muito grande, não é só por um figurino e ir para a festa. Ele era brincalhão e um amor com os pequenos, fazia as crianças irem à loucura nas festas, era sucesso na certa! Eu recebia muitos agradecimentos das clientes depois", conta.

Família perdeu tudo

Reprodução/Instagram
Kaysar vira Aladdin em festa infantil Imagem: Reprodução/Instagram
Apesar do passado triste na guerra da Síria, Stephanie diz que Kaysar sempre demonstrou o mesmo bom humor que exibe no programa e falava que a família perdeu tudo. 

"Ele dizia que fazia muito tempo que não via a família, mas nunca desanimava. Dizia que sempre que pensava na família, tentava se animar, dançar e ficar feliz porque ele ia conseguir vê-los novamente algum dia, sempre com pensamento positivo".

Arquivo Pessoal
Amoroso e brincalhão, Kaysar ia de príncipe a super-herói para animar as crianças e ganhava R$ 150 por festa Imagem: Arquivo Pessoal

A amiga do sírio mora atualmente em Portugal e não consegue acompanhá-lo no "BBB18" com frequência. Foi ela e os amigos mais próximos que o incentivaram a se inscrever no programa e gravaram o vídeo dele.

"O pessoal da empresa assiste e me mantém informada. Ele é muito ingênuo, as pessoas que não o conhecem podem o julgar, e julgam, estou vendo que muitas pessoas que estavam torcendo por ele, não estão mais. Porém eu acredito que ele vença essa edição sim, porque tem fé, está sendo ele mesmo e é merecedor do prêmio", diz Stephanie.

Sobre fazer evento com esse louco! @taotaodistantepersonagens

Uma publicação compartilhada por Stephanie Keller (@stephanie_keller_)

em

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!