Topo

Breno fala sobre relacionamentos na casa: "Na vida tudo é curtição"

Divulgação/TvGlobo/PauloBelote
Breno posta para foto após eliminação do "BBB18" Imagem: Divulgação/TvGlobo/PauloBelote

Do UOL, em São Paulo

17/04/2018 16h38

Em entrevista divulgada pela Rede Globo, na tarde desta terça-feira (17), Breno falou mais sobre sua participação no "BBB18" e de seus relacionamentos dentro da casa. O goiano se relacionou com Ana Clara, Jaqueline e Paula, a última com quem ficou até sua eliminação. 

Perguntado sobre como foi ficar com mais uma pessoa no programa, Breno foi direto: "Pra mim, na vida, tudo é curtição. Quero sempre ver o ponto positivo de tudo. Entrei na casa focado na diversão porque a minha vida é assim. Sobre me envolver com as meninas, simplesmente rolou. Com a Ana, a gente se identificou. Mas quando vi o quanto a família dela se preocupou, eu, como irmão, não gostaria de ver minha irmã nessa situação. A Jaque já queria ficar comigo e foi uma questão de curtição mesmo. A gente não estava fazendo nada, quisemos e ficamos". 

Mas ao falar sobre Paula, o goiano foi mais cauteloso: "Com ela foi que rolou a maior identidade. Na zoeira, vi que ela dava ideia e fui continuando. Tinha a questão da Ana que incomodava a nós dois, não queríamos magoá-la, sempre tivemos muito respeito por ela. Só que chegou uma hora que não dava mais para fugir. E aí rolou a química. A gente é tão igual de pensamento, curtição, ideias, que deu certo demais". 

Sobre sua saída, o arquiteto reagiu de maneira bastante positiva: "Analisando de fora, eu até poderia pensar: “poxa, quase foi...”. Mas por tudo o que vivi lá dentro, acho que fiquei o tempo necessário. Sou muito de viver o hoje. Acho que vivi tudo o que podia lá dentro. Óbvio que queria ter ganhado o prêmio, mas não me julgo por nada. Se foi a escolha do público, está tranquilão para mim". 

Breno finalizou o papo falando sobre sua torcida na reta final do programa: "Vou torcer para a Paulinha, claro. Vi que o Kaysar está bem grandão e acho massa. Acho que é uma estratégia dele meio que construir um personagem. Mas ele é muito gente boa, bom coração, good vibes. E tem uma história vida. Acho que é difícil a Paulinha bater tudo isso, mas torço para que, então, pegue o segundo lugar. O perfil dela é bacana e o jogo dela também".