Topo

Especial BBB19

Chico Barney


Não tem jeito: prêmio ficará entre Paula, Carol ou Hariany

Paula, Carolina e Hariany conversam na área externa - Reprodução/GloboPlay
Paula, Carolina e Hariany conversam na área externa Imagem: Reprodução/GloboPlay
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Especial para o UOL

26/03/2019 10h13

O "BBB" é um jogo de exposição. Você se muda de mala e cuia para um estúdio enorme na maior central de produção audiovisual da América Latina. É acompanhado dia e noite por dezenas de câmeras, enquanto a equipe do programa tenta transformar todas as rachaduras na sua psique em alegria para o público telespectador e dinheiro no bolso da emissora.

Aconteceu um fenômeno na atual temporada, que na verdade foi a extrapolação de uma tendência que já acompanha o formato há alguns anos. De olho nas oportunidades posteriores que surgem a partir da construção de um perfil no Instagram cheio de seguidores, os participantes estão tentando transformar o "BBB" em um jogo de omissão.

E ninguém se escondeu mais do que Rodrigo. O avatar do desânimo e cemitério do entretenimento anulou qualquer possibilidade de jogo jogado e, portanto, ficou sem pescar lambaris. A estratégia de ausência espiritual atrapalhou não só a participação de seus parceiros Gabi, Danrley e Elana, mas também o programa como um todo. Maurício Stycer escreveu a respeito hoje e o amigo leitor deveria prestigiar.

Já a escalação de figuras como Rízia e Alan chega a ser um desrespeito ao histórico brilhante do "BBB". Medrosos, covardes e sem nenhum entendimento mais claro sobre quais as expectativas do público para uma atração como essa.

Nesse cenário, as torcidas passaram a se concentrar em figuras que nem são tão carismáticas, mas que pelo menos tentaram se expor um pouco mais. E pouco mesmo, mas é o que tem para hoje. Paula, Hariany e Carol são as únicas favoritas ao prêmio.

As duas primeiras provocam comoção nas redes sociais, especialmente Paula. A falta de discernimento sobre questões sociais importantes é confundida com autenticidade em uma frequência alarmante neste país, e a Arlequina de Curicica se tornou uma das queridinhas dessa edição.

De carona, Hariany veio junto. Na minha opinião, é a participante mais divertida da temporada. Carrega dentro de si aquele espírito adoravelmente equivocado que fez do Eliéser um dos personagens mais icônicos da TV brasileira. Apesar de não ter muito o que dizer, fala na cara.

E também tem a Carol Peixinho, que faz um jogo milimetricamente ensaiado, com discursos e poses absolutamente falsos, mas pelo menos oferece algum entretenimento em troca da exposição na Globo. Conseguiu se esconder durante a maior parte da edição para surgir com força nessa reta final.

Não é por acaso que as três conquistam mais tempo de tela que os colegas: elas rendem mais e estão crescendo a cada dia que passa. Infelizmente não chegam a garantir um programa divertido, mas reside em suas atuações o que este "BBB19" tem de mais interessante.

Para você ver o nível!

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Chico Barney