PUBLICIDADE
Topo

Especial BBB19

"BBB" seleciona 2 grupos, força uma disputa e quer ver o público se dividir

Danrley, Rodrigo, Alan e Hana foram apresentados por Leifert nesta terça (29) como integrantes do grupo "cabeça" - Reprodução/GloboPlay
Danrley, Rodrigo, Alan e Hana foram apresentados por Leifert nesta terça (29) como integrantes do grupo "cabeça" Imagem: Reprodução/GloboPlay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

30/01/2019 05h01

Pela primeira vez na história do programa, a seleção dos participantes do "BBB" não buscou talentos individuais, ou clichês tradicionais, mas tipos que se ajustassem a um dos dois grupos vislumbrados antes mesmo de o reality show começar - um grupo mais "cabeça", como definiu Tiago Leifert, e outro que "prefere curtir a casa". 

É evidente que a direção do programa não vai admitir isso, mas basta olhar o perfil dos participantes selecionados para se dar conta que houve a clara intenção de estabelecer um conflito desta natureza previamente. 

Nesta terça-feira (29), festejando duas semanas de "BBB19", Leifert procurou passar outra impressão. "A casa se dividiu", ele disse, como se fosse algo imprevisto, que aconteceu nestes dias.

Dirigindo-se ao público, o apresentador explicou: "A gente estava conversando ao longo da semana com vocês sobre isso. Ficou bem claro. Um grupo é mais 'cabeça', o outro prefere mais curtir a casa, falar de outros assuntos." 

Um longo VT, então, apresentou os dois grupos. O primeiro foi chamado de "Cola com os zicardashians", numa alusão às irmãs Kardashian, riquinhas e famosas. Deste grupo fazem parte, segundo a edição, Gustavo, Isabella, Maycon, Diego, Tereza e Carol.

Foram apresentados por meio de uma seleção de frases soltas, fora de contexto: "Nunca lavei roupa na vida", disse Diego. "Não quero ser bonito", falou Maycon. "Sofri o pão que o diabo amassou lá em Milão", relatou Isabella.

O segundo grupo, apelidado de "Manifestou - Lacres com textão", conta com Rodrigo, Rizia, Gabriela, Danrley, Hana e Alan. Foram apresentados da mesma maneira. "Depende da criação de cada um, e de onde a gente veio", disse Rizia. "A nossa voz, o nosso grito, a nossa luta", esboçou Gabriela. 

Na tela, surgiram letreiros sobre este segundo grupo: "Todo dia tem aulão". "Lacre, lacrando, lacração". "Manifestantes". "Senta que lá vem textão".

Rodrigo apareceu falando sobre cinema: "'Aquarius' e 'Que Horas Ela Volta' são dois filmes que representam o Brasil contemporâneo". Na sequência, vimos Tereza, do outro grupo, bocejando.

O discurso de Leifert e a edição mostram que há um esforço, sem muita sutileza, no sentido de convencer o espectador a enxergar esta disputa. A intenção, imagino, é que o público adote um ou o outro lado e leve para as redes sociais esta polarização. Por quê? Nada como uma boa briga na internet para dar um impulso na popularidade do "BBB19". 

Será que vai dar certo?

Especial BBB19