Topo

Especial BBB19

Mauricio Stycer


Como foi evitado o risco de um paredão formado por Paula, Carol e Hariany

Reprodução/GloboPlay
Paula, Carolina e Hariany conversam na área externa Imagem: Reprodução/GloboPlay
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Colunista do UOL

2019-03-18T05:01:00

18/03/2019 05h01

O "BBB19" entrou em seu último mês dividido, claramente, em dois grupos. De um lado, estão seis participantes (Alan, Danrley, Elana, Gabriela, Rizia e Rodrigo). Do outro, três (Carolina, Hariany e Paula).

Em uma edição morna e desinteressante, com audiência em queda, a única chance de salvação do reality é manter alguma tensão entre estes dois grupos. Por este motivo, esta semana, a direção do programa fez o possível para evitar que as três "sisters" do segundo grupo, ameaçadas pelo outro grupo, se enfrentassem num mesmo paredão. E conseguiu - o paredão será entre Paula, Carol e Danrley.

Como isso foi feito? O que a direção do programa fez para chegar ao resultado anunciado por Tiago Leifert neste domingo (17). Acompanhe:

Passo 1: Diferentemente do que como costuma fazer às quintas-feiras, esta semana Tiago Leifert não informou previamente, antes da prova do líder, qual seria a dinâmica do paredão da semana. Foi um sinal de que a direção, antes de decidir isso, queria saber quem seria o líder. Quem ganhou foi Gabriela.

Passo 2: A prova do anjo frequentemente é disputada nas manhãs de sábado. Esta semana foi na sexta (15). E quem venceu foi Rizia.

Passo 3. Com estas duas informações em mãos (Gabriela como líder e Rizia com o direito de imunizar alguém), a direção teve tempo para planejar e anunciar à noite, no programa de sexta-feira, o seu plano para evitar que Carol, Hari e Paula fossem juntas para o paredão. Como fazer isso sem parecer uma interferência?

Passo 4: Tiago Leifert ofereceu duas opções ao público. Na primeira, quem atendesse ao Big Fone indicaria alguém para o paredão. Uma solução clássica no "BBB". Na segunda, os dois mais votados pela casa iriam para a berlinda. Também uma solução já usada várias vezes.

A opção pelo Big Fone abria a possibilidade, dependendo de quem o atendesse, de um paredão com as três juntas. Se Danrley ou Rodrigo, por exemplo, atendessem, isso poderia acontecer. Seria uma questão de sorte. Já a opção dos dois mais votados, certamente levaria alguém do outro grupo também para o paredão. Bastaria que Carol, Paula e Hariany votassem numa mesma pessoa, o que elas fizeram (combinaram votar em Danrley).

Passo 5: Leifert é sempre muito didático e gosta de orientar o olhar dos espectadores no jogo. Por isso, ao anunciar as duas opções, na sexta-feira, o apresentador realçou a importância e o significado de cada opção ao dizer: "Pense bem, hein. Veja para quem você está torcendo, faça as suas contas, veja o que é melhor para você aqui no BBB".

Passo 6: No final do programa de sexta-feira, Leifert anunciou o resultado - 62,17% dos espectadores que votaram escolheram a segunda opção. E o apresentador disse: "Jogadores... Eu entendi, jogadores".

O grupo majoritário não está tão coeso assim - Alan votou em Elana. Mas, mesmo assim, o caminho imaginado pela direção do programa acabou confirmando que paredão fosse formado por duas das três mulheres do grupo minoritário (Paula e Carol) e garantiu que um participante do grupo que está em maioria (Danrley) fosse indicado.

Para a dinâmica do jogo, é a melhor solução, e mostra que o trio formado por Carol, Hariany e Paula conta com uma torcida atenta e ativa nas votações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL