Topo

Especial BBB19

Mauricio Stycer


Fã-clubes obstinados ajudam Boninho a encontrar algo para festejar no BBB19

João Miguel Júnior/Globo
O diretor Boninho festejou a votação recorde que eliminou Elana do "BBB19" Imagem: João Miguel Júnior/Globo
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

É jornalista desde 1986. Repórter e crítico do UOL, autor de um blog que trata da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Colunista do UOL

2019-03-27T05:01:00

27/03/2019 05h01

Nem mesmo o diretor aguentou o marasmo do “BBB19”. Após publicar algumas poucas mensagens nos primeiros 40 dias do programa, em 22 de fevereiro Boninho se despediu do Twitter com uma mensagem fúnebre, em que dizia haver “flores no parquinho” do reality show.

Sumiu por um mês. Pouca gente, além de mim, deu pela sua falta, mas em 20 de março ele reapareceu. O motivo: festejar a inesperada votação alcançada pelo paredão que opôs Carolina, Danrley e Paula. Desde então, ele só tem falado sobre números de votação.

“Putz 150 milhões e ainda falta um mês, ainda não é a final, ainda tem muito chão pela frente... É BBB movimentando. Ame ou odeie. Tks de qualquer jeito!!!!”, escreveu.

Cinco dias depois, na segunda-feira (25), enquanto o público votava entre Carolina, Elana e Paula, Boninho escreveu no Twitter: “Impressionante o movimento da galera na votação. Caminhando para um número expressivo. Essa é a diversão do BBB. Torcidas. Divirtam-se. Defendam os seus escolhidos. Por que não?”

Já na terça (26), ainda antes do fim da votação, o diretor voltou à rede social: “Quase chegando no recorde de votos a essa hora!! Vamos entrar para história!!! Vai ser mais. Obrigado”. Em seguida, em outra mensagem, mencionou o número de votos, 202 (milhões), e agradeceu ao público.

Na minha opinião, a aparente felicidade de Boninho nesta última semana com as duas votações revela um esforço de atenuar o fracasso da 19ª edição do reality show.

Com números de audiência na casa dos 20 pontos, o mais baixo até hoje, nenhuma história interessante e o triunfo de uma personagem incômoda, o reality show foi descoberto por hordas de fã-clubes obstinados – BBminions dedicados a deixar uma marca no programa.

Só isso explica por que, de repente, do nada, os servidores da Globo começaram a receber milhões de votos em defesa de Paula e Carolina. Há uma semana, para eliminar Danrley, foram mais de 150 milhões. Nesta terça, contra Elana, 202 milhões – “recorde mundial”, como repetiu Tiago Leifert.

Não acredito em fraude ou manipulação, até que me provem o contrário. Boninho escreveu: “Essa é a diversão do BBB. Torcidas”. Pergunto: quem se diverte com isso?