PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

Detetive Vê TV: Até a publicidade ri dos absurdos de “Avenida Brasil”

Mauricio Stycer

27/09/2012 15h12

Este pequeno anúncio, de um quarto de página, foi publicado na edição de sábado (22/9) da "Folha". Fez alusão, para quem assiste "Avenida Brasil", a um dos mais grosseiros buracos na trama – a tal história das fotos de Nina, cujas cópias Carminha conseguiu roubar.

O chamado anúncio de oportunidade vai na onda da reclamação de muitos espectadores, inconformados com o fato de que Nina, esperta e bem informada,  não tenha guardado as provas do adultério da vilã em um pen drive ou em um site qualquer.

Além da publicidade da rede de supermercados, o vacilo em "Avenida Brasil" também gerou uma campanha no Facebook, intitulada "Um pen drive para Nina".

Objeto de piada geral, o furo na trama foi justificado pelo autor, João Emanuel Carneiro, como "liberdade" da ficção.

 

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.