PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

'Tá no Ar' se blinda contra críticas rindo de religião, anunciantes e Globo

Mauricio Stycer

03/04/2015 05h01

TaNoArgloriaperez
Cada vez mais engraçado, "Tá No Ar" segue nesta segunda temporada atirando em todas as direções do mundo da televisão. Em especial, o programa me chama a atenção por avançar sem medo por três territórios considerados "sagrados" – religião, publicidade e a própria Globo.

Nesta semana, por exemplo, o humorístico riu das campanhas publicitárias de grandes bancos destinadas a clientes "premium", fez piada com o candomblé ("Legião Umbanda") e tripudiou dos clichês nas novelas de Glória Perez.

Em homenagem à novelista, um quadro apresentou o jogo "War Glória Perez", que oferece a oportunidade de viajar pelos cenários internacionais das suas novelas. "O jogo vem com quatro Murilos Benícios, dezenas de personagens secundários que você já esqueceu e um exclusivo glossário de bordões".

Ao fazer piadas com as mais diferentes religiões, com poderosos anunciantes e com produtos da própria emissora, o "Tá no Ar" se blinda contra reclamações de um ou outro grupo e mostra que, de fato, não está de brincadeira. Longa vida ao humorístico de Marcius Melhem e Marcelo Adnet.

O blog está no Twitter, Facebook e Google+.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.