Topo

Troféu Sinceridade: Jô consola Porchat por baixa audiência e ele agradece

Mauricio Stycer

21/04/2018 19h08


Distante de Pedro Bial e Danilo Gentili na disputa por audiência entre os talk shows, Fábio Porchat marcou um gol esta semana ao entrevistar Jô Soares. Exibida em duas partes, na quarta (18) e na quinta (19), a conversa rendeu ótimos e emocionantes momentos, como relatei aqui.

No dia da exibição da primeira parte, o "Programa do Porchat" registrou média de 4,7 pontos em São Paulo, a sua melhor audiência em 2018. Nas primeiras duas semanas no ano, a média havia sido de apenas 2,86 pontos. Durante a conversa exibida no dia seguinte, Jô falou sobre Ibope, dizendo que não se importa com isso e recomendando a Porchat que faça o mesmo.

"Se o programa tem uma qualidade maravilhosa e der três pontos, não tem problema", disse Jô. "Obrigado, Jô!", respondeu Porchat, rindo do seu próprio problema. "E ele foi no número certinho!", acrescentou o comediante Paulo Vieira, assistente do apresentador.

Veja também
Na posição de aluno, Porchat deixa Jô brilhar como contador de histórias
Porchat em queda e disputa entre Bial e Gentili marcam início da temporada


Comentários são sempre muito bem-vindos, mas o autor do blog publica apenas os que dizem respeito aos assuntos tratados nos textos.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mauricio Stycer