Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Na mesma hora, Geraldo e Eliana exibem dramas idênticos com fãs de Pablo

Mauricio Stycer

2017-12-20T18:05:01

17/12/2018 05h01

No sertão nordestino, um trabalhador rural canta como Pablo, o rei da "sofrência", e sonha um dia encontrar o ídolo. De posse desta informação, uma emissora de TV vai ao local, entrevista o rapaz na roça e, em seguida, providencia a sua viagem a São Paulo. No estúdio, simula uma situação na qual o humilde sertanejo se apresenta imitando Pablo sem saber que o cantor está presente, assistindo a tudo. Ao final, em lágrimas, ele é apresentado ao intérprete de "Porque Homem Não Chora".

Esta pauta tem a cara da TV brasileira e o dia ideal para exibi-la é o domingo, como ocorreu neste dia 16 de dezembro. Até aí nenhuma surpresa. O espanto de quem estava sintonizado foi ver que Record e SBT exibiram praticamente a mesma reportagem. No "Domingo Show" o roceiro que canta como Pablo se chama Silvano (imagem acima). No programa de Eliana, o sertanejo é conhecido como Alírio (imagem abaixo).

Por 27 minutos, os programas estiveram no ar ao mesmo tempo, contando suas histórias quase idênticas. Procurei as duas emissoras para entender como foi possível ocorrer tamanha coincidência.

Geraldo Luis, elegante, não citou Eliana, mas deu a entender que a receita do quadro apresentado no SBT foi uma cópia mal feita do seu programa: "Sabe aquela receita do bolo do fubá? Então todos fazem e tem, mas acertar a mão da receita é outra história…Vale ainda a velha receita simples de fazer televisão."

A produção do programa de Eliana se surpreendeu com a pauta do programa de Geraldo. Reconhece que de fato eram muito parecidas, mas entende que houve uma grande coincidência. Por fim, a atração do SBT garante que ao convidar Pablo para participar do programa de Eliana ele não mencionou que havia gravado algo parecido com Geraldo, na Record.

Karine Caldi, assessora de Pablo, informa que o cantor gravou no SBT no dia 4 de dezembro e na Record três dias depois. "Quando gravamos, o 'Domingo Show' não tinha data de ar. Avisei a eles que a 'Eliana' ia ao ar dia 16 e mesmo assim eles colocaram no ar", diz ela. A assessora assegura que pediu à produção do "Domingo Show" que a gravação com Pablo não fosse exibida no mesmo dia da programada pelo SBT.

Moral da história: na ânsia de fazer o espectador chorar aos domingos e elevar o Ibope, Record e SBT contaram histórias quase idênticas, frustrando quem buscava alguma coisa diferente nas duas emissoras.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.