Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Ana Furtado volta a virar piada na Globo e, bem-humorada, agradece

Mauricio Stycer

2028-01-20T19:13:09

28/01/2019 13h09


Atriz, jornalista e apresentadora, Ana Furtado construiu a reputação nos últimos anos de "pau pra toda obra". Seu entusiasmo ao cumprir cada tarefa como substituta de apresentadores ausentes, como Angélica, Fátima Bernardes e Ana Maria Braga, chamou a atenção. E virou piada, é claro.

A apresentadora do "É de Casa" não deixou cair a peteca, porém. Ela entendeu que a melhor coisa a fazer seria rir junto com estava rindo dela. Em 2017, tomou a iniciativa de compartilhar um meme no qual aparecia substituindo Evaristo Costa no "Jornal Hoje". No ano seguinte, foi homenageada pelo "Tá no Ar", que a exibiu substituindo Roberto Carlos no especial de fim de ano.

Neste domingo (27), Ana virou piada por outro motivo. O quadro "Isso a Globo Não Mostra", no Fantástico, exibiu um trecho cômico do "É de Casa", no qual ela entrevista uma moça que faz carteiras de forma artesanal. O entusiasmo da apresentadora, como de hábito, é o seu diferencial:

– Quanto custou fazer essa carteira?
– Ana, você não vai acreditar: custou três reais.
– Três?
– Três reais.
– Três?
– Três reais.
– Três reais. Vocês acreditam? Com paninho, com todos esses detalhes.
– Três reais.
– E quantas você vendeu?
– Vendi três.
– Três?

Na manhã de segunda-feira (28), diante da enorme repercussão do quadro, a apresentadora tomou a iniciativa de reproduzir o vídeo e agradecer a "homenagem". "Vocês são demais", elogiou. Veja abaixo:

Veja também
De surpresa, "Fantástico" estreia quadro de humor "Isso a Globo não mostra"

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.