Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Globo é citada em desfile da São Clemente, e Fátima explica a crítica

Mauricio Stycer

04/03/2019 23h19

A São Clemente inaugurou o segundo dia do Grupo Especial do Rio, nesta segunda-feira (04), com um enredo bem-humorado e crítico sobre a transformação dos desfiles no Sambódromo carioca em um evento meramente comercial.

"E o Samba Sambou" tripudiou de vários aspectos dos desfiles – a venda de alas para estrangeiros, as rainhas de bateria que pagam para desfilar, os camarotes que tocam música eletrônica, os passistas que só querem ganhar "curtidas" na internet, entre outros.

Atenta, a equipe da Globo não deixou passar nenhuma crítica da São Clemente sem explicação. Fátima Bernardes e Milton Cunha, em particular, fizeram vários comentários.

"Os sambistas dizem: 'essas mulheres aterrissam de helicóptero só na hora do desfile e não sabem nada da comunidade"', disse Cunha diante da ala "Quer pagar quanto?". Ele também criticou o excesso de turistas desfilando nas escolas: "Quem tem que desfilar é quem fala português, quem não fala a nossa língua que sente na plateia", opinou.

Uma ala, chamada "Toda poderosa", fez referência à Globo, dona dos direitos de transmissão do desfile. Fátima se apressou em explicar: "Olha a ala 'Toda poderosa'. Mais uma crítica. Uma crítica aos componentes, às celebridades, que correm pra frente de uma câmera sem se preocupar com a evolução. E correm pra frente das câmeras da Globo porque é a gente que transmite esse desfile lindo".

Milton Cunha acrescentou: "É o povo que quer desfilar só para aparecer na transmissão". E Fátima completou: "Sabe a visibilidade que é participar de um desfile assim".

Na sinopse do desfile da São Clemente, a menção a esta ala diz: "E a mídia 'toda poderosa' controla tudo a seu bel prazer. Até mesmo a opinião pode ser comprada! Como não?"

Por ironia, a Globo não exibiu o desfile da São Clemente. Enquanto a escola desfilava, a emissora manteve a sua programação normal, com "O Sétimo Guardião" e "BBB19". Um resumo do desfile irá ao ar ao final da transmissão, já na manhã de terça-feira (05). Só o site de notícias do grupo Globo, o G1, mostrou a São Clemente ao vivo.

Em 2018, Fátima e sua equipe foram criticados por parecerem constrangidos ou excessivamente tímidos diante das muitas críticas políticas exibidas no desfile da Paraíso de Tuiuti.

Veja também
Após "apagão" em 2018, Globo descreve o que a Tuiuti mostrou na avenida

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.