Topo
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Em café de Bolsonaro com jornalistas, Luciana Gimenez defende o presidente

Mauricio Stycer

05/04/2019 16h06

O presidente Jair Bolsonaro no encontro com jornalistas. Foto: Marcos Corrêa/PR

No terceiro café da manhã do presidente Jair Bolsonaro com jornalistas, realizado nesta sexta-feira (5), chamou a atenção a presença de Luciana Gimenez. Dos 15 convidados, a apresentadora do "Superpop", da RedeTV!, era a única não jornalista.

Entre 2010 e 2018, Bolsonaro participou onze vezes do "Superpop". Em diferentes ocasiões deu declarações polêmicas sobre temas ligados a sexualidade, movimento LGBT e direitos humanos.

Segundo o relato de Carlos Marcelo, diretor de redação de "O Estado de Minas", a apresentadora defendeu Bolsonaro no café da manhã ao dizer que muitas das frases ditas no "Superpop" foram distorcidas. "Não tô querendo defender, mas muitas das coisas que ele falou foram tiradas de contexto".

Ainda segundo Carlos Marcelo, Luciana também apresentou sugestões sobre a reforma da Previdência. Ela recomendou ao presidente "falar o que tá rolando" sobre as negociações para aprovação da reforma.

"O elefante azul da sala é a Previdência", disse a apresentadora, sugerindo que se trata da grande questão, visível por todos. "O povo tem consciência (da necessidade da reforma)", disse Bolsonaro. "Será?", rebateu Luciana.

A RedeTV! foi representada nos encontros anteriores por Mauro Tagliaferri (28/2) e Mariana Godoy (13/3). Na longa reportagem dedicada pelo "RedeTV News" aos temas tratados no café da manhã desta sexta, a presença de Luciana foi mencionada em apenas uma frase.

Participaram do encontro desta sexta-feira com o presidente: Sérgio Dávila (Folha de S.Paulo), João Caminoto (O Estado de S. Paulo), Alan Gripp e Paulo Celso Pereira (O Globo), Vera Brandimarte (Valor Econômico), Aruana Brianezi (A Crítica), Linda Bezerra (Correio da Bahia), Carlos Marcelo Carvalho (Estado de Minas), Leusa Santos (Folha de Pernambuco), Leonardo Mendes Júnior (Gazeta do Povo), Gerson Camarotti e Natuza Nery (Globonews), Luciana Gimenez (Rede TV), Eduardo Ribeiro (TV Record) e Carlos Etchichury (Zero Hora).

Veja também
'Vou me arrepender que fiz xixi aos cinco anos na cama?', diz Bolsonaro sobre polêmicas na carreira
Bolsonaro indica que ministro da Educação sairá na segunda-feira
Após chamar a Globo de "inimiga", Bolsonaro recebe jornalista da emissora

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

Mauricio Stycer