Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

“Coração novo”, diz João Kleber em casa após internação hospitalar

Mauricio Stycer

2003-06-20T19:11:09

03/06/2019 11h09

O apresentador João Kleber teve alta no domingo (02) e já está casa após colocar dois stents em artérias obstruídas. O procedimento foi feito na sexta-feira (31), em um hospital em São Paulo, após o seu cardiologista constatar o problema durante um exame de rotina.

Segundo João, que tem 61 anos, uma artéria estava 70% e a outra 95% entupidas. "Coração novo", disse o apresentador da RedeTV! nesta segunda-feira (03). Ele terá que cumprir um período de mais cinco dias de repouso.

A exigência de descanso não atrapalhará a exibição do "Você na TV", que tem uma frente de cinco programas já gravados, nem o "João Kleber Show" do próximo domingo, igualmente já gravado.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.