Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

A arte do reaproveitamento: um mesmo quadro aparece em três novelas

Mauricio Stycer

2012-06-20T19:22:22

12/06/2019 22h22

Ao fundo, um quadro que decora o apartamento de Gladys e Regis em "A Dona do Pedaço"

Apartamento de rico em novela sempre tem muitas obras de arte penduradas na parede. É uma forma de sinalizar para o espectador que os moradores têm recursos e eventualmente bom gosto.

Em "A Dona do Pedaço", o apartamento onde moram Gladys (Nathalia Timberg), Lyris (Deborah Evelyn), Regis (Reynaldo Gianecchini) e Agno (Malvino Salvador) é uma típica residência de ricos. Tem vários ambientes, móveis de qualidade e muitos quadros na parede.

Logo à entrada, o espectador vê a tela acima. No capítulo desta quarta-feira (12), a obra de arte apareceu em duas cenas diferentes. Primeiro, numa conversa entre mãe e filha. E, no final, no momento em que a mãe vai descobrir o filho mexendo em seu cofre.

O mesmo quadro, de cabeça para baixo, decorava o apartamento de Silvana em "A Força do Querer"

O quadro apareceu tanto que chamou a atenção do "detetive" Alecsandro. Ele se lembrou que a tela serviu de decoração ao apartamento de Silvana (Lilia Cabral) e Eurico (Humberto Martins), um casal rico e bem-sucedido, em "A Força do Querer" (2017).

Há apenas um pequeno detalhe: neste intervalo de dois anos, entre a novela de Gloria Perez e a da Walcyr Carrasco, o quadro virou de cabeça para baixo. Coisas da arte moderna. Palmas para o cenógrafo.

Atualizado em 13 de junho: Após a publicação deste texto, a "detetive" Camilla Alves se lembrou que o quadro também serviu de cenário para a casa da família de Pedro Gouveia, em "Onde Nascem os Fortes", exibida em 2018. Na mesma posição, diga-se, que foi mostrado em "A Força do Querer" (veja abaixo).

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.