Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Globo “esquece” Mauro Naves na geladeira e nem o convida para se explicar

Mauricio Stycer

2025-06-20T19:18:09

25/06/2019 18h09

Três semanas após ser afastado do trabalho na Globo, o jornalista Mauro Naves vive uma situação de completo isolamento. Até hoje ele não foi sequer chamado à emissora para conversar pessoalmente sobre os fatos que causaram o seu afastamento.

Em 5 de junho, no "Jornal Nacional", William Bonner relatou que Naves deixou de avisar a Globo ter sido o intermediário de um encontro entre os advogados da mulher que acusava Neymar de estupro e o pai do jogador.

Em uma nota com termos duros, o apresentador disse: "Em sua defesa, Mauro Naves explicou que se limitou a repassar os contatos do pai do Neymar para o advogado, a quem já conhecia, porque esperava obter a história com exclusividade".

Naves trabalha na Globo há mais de 30 anos. Era, já há muito tempo, um dos principais repórteres esportivos da emissora e responsável, frequentemente, pela cobertura da seleção brasileira, o assunto mais importante na área. Por isso, causou choque o tom da nota lida por Bonner, encerrada assim:

"Há evidências que as atitudes dele neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas. Em comum acordo, o repórter Mauro Naves deixará a cobertura de esportes da Globo até que os fatos sejam devidamente esclarecidos."

Excluído da cobertura da Copa América (foi substituído por André Galindo), Naves se recolheu e tem evitado falar sobre a situação que vive. Sua mulher, porém, já deu algumas declarações, expondo o desconforto. "Acho que ninguém deveria passar o que o Mauro está passando. Eu preferiria não falar, mas não posso. A dor que todos nós da família estamos passando, não desejaria ao meu pior inimigo", disse Patricia Naves ao TV Fama.

Revoltada, a atriz afirmou não ter visto problema algum no fato de o marido ter fornecido o número do pai de Neymar para a defesa de Najila. E questionou: "Forneceu a partir do momento em que ele ligou para o pai do Neymar e perguntou se poderia dar o telefone. Qual o problema de você dar um telefone de uma pessoa com autorização da outra?".

Procurada, a Globo disse que não há novidades no caso e que Naves permanece afastado da cobertura esportiva.

Veja também
Sequência de erros expõe inexperiência da nova gestão do Esporte da Globo

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.