Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Com equipe menor na TV, Record aposta no digital para exibir Pan de Lima

Mauricio Stycer

16/07/2019 05h01

Parte da equipe da Record que participará da cobertura dos Jogos Pan-americanos

Com direitos de transmissão exclusivos em TV aberta dos Jogos Pan-americanos pela terceira vez seguida, a Record não promete maiores surpresas este ano em Lima. A emissora vai enviar cerca de 50 profissionais para o evento, que vai acontecer entre 26 de julho e 11 de agosto. É um número inferior ao dos últimos dois Jogos.

A maior aposta da emissora, tudo indica, será na sua plataforma digital. O site R7 e o serviço de streaming PlayPlus terão oito sinais ao vivo, prometendo transmitir mais de 900 horas de conteúdo. Um estúdio em São Paulo abrigará as oito cabines "offtube" para o trabalho de narradores e comentaristas durante o Pan.

A Record afirma ter contratado de forma temporária 30 profissionais para apoiar a produção de todo o conteúdo e ações de interatividade durante os Jogos.

A emissora também acertou uma parceria com o Google, que vai direcionar para o seu site buscas relacionadas às competições. Dúvidas dos espectadores serão respondidas pela equipe de apresentadores da Record no evento, como Mylena Ciribelli e Adriana Araújo. Outra novidade digital será um podcast sobre o Pan com o narrador Lucas Pereira.

Um ano antes dos Jogos Olímpicos de Londres (2012), que transmitiu com exclusividade, a Record enviou cerca de 250 profissionais a Guadalajara para a cobertura do Pan. Em 2015, no Pan de Toronto, mas já sem a exclusividade da Olimpíada do Rio (2016), 70 profissionais foram para o Canadá.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.