Topo
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer

Caso Miriam Leitão foi ignorado pela Globo, mas ganhou destaque em TV local

Mauricio Stycer

18/07/2019 12h30

Dois casos graves de intolerância política afetaram jornalistas conhecidos nos últimos dias. Refiro-me ao protesto barulhento contra a participação de Glenn Greenwald em um evento na Flip e ao cancelamento do convite a Miriam Leitão para um debate na Feira do Livro de Jaraguá do Sul.

A ação em Parati buscou intimidar, mas não impediu que Greenwald participasse do evento. Já a pressão feita por meio de abaixo-assinado contra a presença de Miriam surtiu efeito e, literalmente, silenciou a sua voz.

Lamentei aqui no blog que, apesar da enorme repercussão em jornais e sites, os dois casos tenham sido ignorados pelas principais emissoras de televisão. Estranhei, especialmente, que a Globo tenha deixado de noticiar os fatos, uma vez que Miriam é conhecida e respeitada profissional da empresa.

Volto ao assunto porque deixei de registrar que o canal NSC, afiliada da Globo em Santa Catarina, deu tratamento digno ao cancelamento do debate. Ao anunciar uma reportagem exibida no principal telejornal local, a apresentadora Gabriela Machado foi ao ponto:

"Uma feira de livros é um lugar para encontrar diferentes tendências e opiniões, né? Mas a de Jaraguá do Sul, que vai ser em agosto, já está marcada pela polêmica. A jornalista Miriam Leitão e o sociólogo Sergio Abranches foram cortados do evento por causa da intolerância e do desrespeito à liberdade de expressão".

Por sua gravidade, porém, entendo que o caso é muito mais que um problema de Jaraguá do Sul e merecia tratamento nacional.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mauricio Stycer