Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Choque de Cultura volta a rir de Faro: “vai roubar” os novos quadros

Mauricio Stycer

26/07/2019 13h04

O "Conversa do Bial" saiu da rotina nesta quinta-feira (25) ao propor uma longa entrevista do apresentador com os personagens do Choque de Cultura, e não com os atores que interpretam os motoristas de van.

Na pele de Rogerinho (Caíto Mainier), Julinho (Leandro Ramos), Maurílio (Raul Chequer) e Renan (Daniel Furlan), os quatro atores deram um show de humor por 45 minutos, antecipando um pouco o clima do programa que voltam a apresentar na Globo neste domingo (28).

Com mais recursos, agora intitulado "Choque de Cultura Show", a atração vai ao ar imediatamente após a exibição do filme da sessão Temperatura Máxima (esta semana, "Thor, o Mundo Sombrio").

Na grade da emissora, em vez dos cinco minutos da primeira temporada, o quarteto agora terá direito a oito minutos. Pouco foi adiantado durante a entrevista, mas quando Renan revelou algumas supostas novidades, levou uma bronca de Rogerinho: "Você tá contando todos os quadros do programa. E o jurídico ainda não aprovou. E o Rodrigo Faro vai roubar".

A piada com o apresentador da Record é uma espécie de tréplica do Choque a Faro. Em outubro do ano passado, durante um dos quadros na Globo, o quarteto fez uma piada sobre o excesso de choro no programa exibido na emissora concorrente.

Na ocasião, Rogerinho disse: "A gente tá começando a desviar do assunto aqui e você sabe que TV aberta quando desvia de assunto, o pessoal muda de canal". Renan respondeu: "Aí não tem jeito, Rogerinho. Tem muitas atrações. Não tem como segurar. Tem o Rodrigo Faro sempre emocionadíssimo, diante da situação de infelicidade extrema do telespectador". Rogerinho pediu: "Não pode falar isso aqui, não". Mas Renan não obedeceu: "Eu falo, sim. Eu fico preocupado que ele tá sempre chorando. No ar-condicionado, no estúdio, mas tá sempre chorando".

Faro não gostou. Horas depois, em sua conta no Instagram, publicou algumas mensagens protestando. "Por que será que a Globo debochou do nosso programa hoje? Por quê? Não sei a resposta. Será que é por isso?" Na sequência, reproduziu textos que tratavam do bom desempenho da "Hora do Faro" no Ibope.

Será que Faro vai responder novamente ao Choque de Cultura?

Vale registrar que durante o "Conversa no Bial" o quarteto fez piada, como sempre, com as mais variadas figuras – de artistas da Globo ao presidente Jair Bolsonaro, passando naturalmente por vários filmes, inclusive o premiado "Bacurau"."Quando o filme tem essas folhinhas (as palmas do símbolo do Festival de Cannes) você não pode falar mal", ensinou Rogerinho.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.