Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Após publicidade disfarçada, "Conversa com Bial" agora avisa sobre merchan

Mauricio Stycer

07/08/2019 05h03

Além de Felipe e Luiz Andreolli, Bial entrevistou Ismael dos Anjos, responsável por um documentário da Natura

Três dias depois de exibir, sem avisar ao público, uma ação comercial de uma cervejaria no "Conversa com Bial", a Globo mudou de atitude. Na edição de segunda-feira (05), o programa de entrevistas novamente exibiu uma ação comercial, mas desta vez fez questão de dar a maior transparência possível ao fato, deixando claro o patrocínio de uma marca de cosméticos.

Como o blog mostrou no sábado (03), o programa de Bial exibido na quinta-feira (01) girou em torno do documentário "Em Busca da Cerveja Perfeita", realizado pela Ambev, a maior cervejaria do mundo. O diretor do filme, Heitor Dhalia, foi um dos entrevistados. Houve apenas uma única menção à marca, de passagem, na conversa e o endereço do site do filme apareceu na tela brevemente ao final da entrevista.

A Globo argumentou que estas duas menções seriam suficientes para deixar claro que se tratava de uma ação comercial. E afirmou que em programas de entretenimento como o de Bial "não há necessidade de exibição de assinatura ou crédito final marcando a ação".

Nesta segunda, o "Conversa com Bial" propôs "uma discussão sobre estereótipos masculinos" e procurou desfazer "mitos sobre masculinidade". Foram entrevistados Felipe Andreoli e seu pai, Luiz Andreoli, e o jornalista Ismael dos Anjos, responsável pelo documentário "O Silêncio dos Homens", realizado pela Natura.

Foi, novamente, uma ação comercial. Mas, diferentemente da anterior, em vários momentos, Bial mencionou a marca, sem esconder. O site da empresa também foi divulgado abertamente. E no final do programa, contrariando a nota divulgada pela Globo no sábado, aparece a "assinatura" da ação claramente na tela: "Merchandising: Natura".

Questionei a Globo a respeito da nova atitude. "O que aconteceu apenas foi que, diante da repercussão, resolvemos deixar mais claro para o público", reconheceu a emissora.

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.