Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Globo corta beijo gay em novela, mas critica censura de Crivella na Bienal

Mauricio Stycer

06/09/2019 16h58


Valéria (Bia Arantes) pede Camila (Anajú Dorigon) em casamento em Órfãos da Terra

Uma cena escrita, gravada e divulgada pela Globo foi cortada antes de ir ao ar na novela "Órfãos da Terra". O beijo entre as personagens Valéria (Bia Arantes) e Camila (Anajú Dorigon), programado para o capítulo desta sexta-feira (06), foi eliminado da trama.

Consultada pelo repórter Paulo Pacheco, do UOL, na noite de quinta-feira (05), a Globo deu uma resposta fajuta: "Decisão puramente artística". Insisti na tarde desta sexta e a emissora manteve a justificativa, sem se dignar a dar qualquer satisfação aos espectadores.

A emissora não pode dizer que foi surpreendida pela cena. Os capítulos de todas as novelas são enviados à direção de Teledramaturgia com alguma antecedência. Em caso de beijo entre personagens do mesmo sexo, há ainda mais cuidado e conversa. A cena de "Órfãos da Terra" passou por este ritual, foi aprovada e gravada sem qualquer restrição ou recomendação.

O diretor da novela, Gustavo Fernandez, confirmou o corte ao jornal "O Globo": "Embora existisse essa cena no texto, ainda não estava decidido se ela iria ao ar mesmo. Achamos que a sequência do pedido de casamento já estava muito bonita. As atrizes se saíram superbem". A sua justificativa não bate, porém, com a estratégia de divulgação de "Órfãos da Terra".

Há uma semana, o site oficial da novela divulgou detalhes do que estava por ser exibido. "Na cena, a ruiva vai presentear a namorada com um anel de brilhantes e se declarar: 'Camila Nasser, eu te amo! Quer casar comigo?'. Camila acha que é só uma brincadeira, mas Valéria será categórica: 'Nunca falei tão sério na minha vida. Eu quero me casar com você. Aceita?'. É aí que rola o beijo apaixonado!", informou.

Como os capítulos de "Órfãos da Terra" vão ao ar na Globoplay com 24 horas de antecedência, os fãs descobriram o corte ainda na noite de quinta-feira.

Após a decisão de cortar a cena, a Globo teve o cuidado de tirar da internet a publicação que a descrevia, mas diversos fãs já haviam replicado o conteúdo.

Na tarde desta sexta-feira, o site do jornal "O Globo" classifica como "censura" a decisão do prefeito Marcello Crivella de mandar recolher a HQ "Vingadores" da Bienal do Livro porque mostra um beijo entre dois homens. Não deveria ser esta mesma palavra usada para classificar a exclusão da cena da novela?

Veja também
Orgulho e Paixão: Globo exibe primeiro beijo gay em novela das 18h
Bom Sucesso: Atores celebram beijo gay sem alarde com foto "normal"
"Quero perder o BV", diz atriz de beijo gay cortado pela Globo
Autoras de beijo gay em novela publicam imagem de HQ censurada por Crivella

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.