Topo
Blog do Mauricio Stycer

Blog do Mauricio Stycer

Galvão é imparcial até com o filho e volta à Stock Car é pontual, diz Globo

Mauricio Stycer

24/08/2019 05h01

Galvão Bueno e o filho Cacá no programa Altas Horas, em 2016

Causou muita surpresa o anúncio de que Galvão Bueno vai narrar neste domingo (25), durante o "Esporte Espetacular", uma etapa da temporada de Stock Car em Interlagos. Afinal, o motivo que levou a Globo a afastá-lo desta competição em 2004 não foi superado até hoje: um de seus filhos, Cacá Bueno, ainda disputa a categoria.

Como o próprio Galvão contou em entrevista ao programa "Grande Círculo", em abril deste ano, coube ao então diretor da Central Globo de Esportes, Marco Mora (1946-2018) afastar o narrador sob o argumento, corretíssimo, de que não pegava bem ele narrar as provas que seus filhos, Cacá e Popó Bueno, disputavam.

Galvão aceitou o veto, mas não gostou. "Eu sempre escutei o que o Marquinhos falava. Não gostei, mas ficou por isso mesmo", contou na entrevista ao programa do SporTV.

Após uma série de mudanças no Esporte da Globo, ocorridas nos últimos dois anos, o narrador contou que se sentiu à vontade para pleitear um retorno à Stock Car. "Tanto não ficou tão bem resolvido isso que, confesso a vocês, outro dia tive uma conversa com a Joana (Thimoteo), a nossa nova diretora de eventos aqui, e disse: 'Joana, tô com vontade de narrar umas corridinhas de Stock, o que você acha?' E ela: 'Eu dou a maior força'.".

O resultado foi a escalação de Galvão para narrar a sétima etapa da Stock Car 2019, a chamada de "Corrida do Milhão", que ocorre este domingo. Cacá Bueno, pentacampeão na categoria, ocupa o oitavo lugar na atual temporada.

O que mudou? Por que a Globo não considera mais inadequado Galvão narrar uma competição em que o filho participa? Fiz esta pergunta à emissora, que não respondeu diretamente, mas afirmou que o narrador já deu inúmeras provas de sua imparcialidade, mesmo narrando provas disputadas pelos filhos, e que a volta neste domingo "é pontual".

Disse a Comunicação da Globo: "Galvão já narrou, entre tantas outras provas de automobilismo, diversas corridas da Stock Car, inclusive as disputadas por seus filhos. Sempre com imparcialidade e sem que isso tivesse qualquer influência na disputa esportiva. Sua escalação para narrar a Corrida do Milhão é pontual, em uma etapa emblemática da temporada, que se destaca por sua premiação especial".

Siga o blog no Facebook e no Twitter.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre o autor

Mauricio Stycer, jornalista, nascido no Rio de Janeiro em 1961, mora em São Paulo há 30 anos. É repórter especial e crítico do UOL. Assina, aos domingos, uma coluna sobre televisão na "Folha de S.Paulo". Começou a carreira no "Jornal do Brasil", em 1986, passou pelo "Estadão", ficou dez anos na "Folha" (onde foi editor, repórter especial e correspondente internacional), participou das equipes que criaram o diário esportivo "Lance!" e a revista "Época", foi redator-chefe da "CartaCapital", diretor editorial da Glamurama Editora e repórter especial do iG. É autor dos livros "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018), "Adeus, Controle Remoto" (Arquipélago, 2016), “História do Lance! – Projeto e Prática do Jornalismo Esportivo” (Alameda, 2009) e "O Dia em que Me Tornei Botafoguense" (Panda Books, 2011).

Contato: mauriciostycer@uol.com.br

Sobre o blog

Um espaço para reflexões e troca de informações sobre os assuntos que interessam a este blogueiro, da alta à baixa cultura, do esporte à vida nas grandes cidades, sempre que possível com humor.