Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

"Malhação" exibe cenas realistas de festa juvenil regada a drogas e álcool

Nilson Xavier

2003-11-20T17:11:39

03/11/2017 11h39

Manoela Aliperti, como Lica (Foto: reprodução)

Foi-se o tempo dos sucos do Gigabyte!

Os últimos capítulos de "Malhação, Viva a Diferença" exibiram cenas de uma festa "muito louca" raras vezes vistas nas tardes da TV aberta. Talvez já, em filmes juvenis de viés cômico da "Sessão da Tarde". Durante a festa de "Malhação", não se falou diretamente de álcool – mas não era suco o que a rapaziada estava bebendo! Houve uma citação à droga MDMA (abreviação de metilenodioximetanfetamina), popularmente conhecida como "michael douglas".

Nada foi subliminar. As sequências da festa no apartamento da rebelde adolescente Lica (Manoela Aliperti) foram bem claras. Teve até dealer (o cara que fornece drogas) e o comportamento típico de quem está sob efeito de álcool ou drogas. Confesso que fiquei admirado com a ousadia.

Em entrevista para essa coluna, o autor da atual temporada de "Malhação", Cao Hamburger, afirmou: "Eu busco um equilíbrio entre a realidade e a ficção. Trabalhamos assuntos reais, muitas das histórias vêm da realidade. Mas permanecemos um tom acima do realismo (..) falamos sobre o que está acontecendo agora, nas escolas, com os jovens." (leia a entrevista completa AQUI).

Vinícius Wester e Manoela Aliperti (Foto: reprodução)

As cenas da festa de Lica foram bem realistas. Festas assim acontecem de verdade, todos os finais de semana, em ambientes fechados, casas ou baladas, ou em pancadões nas ruas. Tão interessante quanto a louvável iniciativa da novela em levantar essa discussão entre os jovens, é a maneira como essa temática está sendo conduzida.

Para equilibrar o peso do realismo, a direção optou por uma narrativa quebrada. O capítulo de quarta-feira (01/11) exibiu o início da festa e suas primeiras consequências, com adolescentes já bêbados ou drogados. No dia seguinte, "Malhação" usou um recurso para dar prosseguimento à ação: o tempo avançou para depois da festa e flashbacks nos diálogos dos jovens explicaram o que aconteceu durante o evento.

Por exemplo, ficamos sabendo que Lica foi parar no hospital depois de desmaiada, e MB (Vinícius Wester), drogado e/ou bêbado, pegou o carro com a namorada e sofreu um acidente. Este recurso lembrou a narrativa da novela "O Rebu", em que uma festa era exibida sem a ordem cronológica dos fatos.

Foi um rebu mesmo, como não poderia ser diferente. Agora os jovens terão que arcar com as consequências de seus atos. Como na realidade. Valeu pela ousadia em exibir tais imagens com bastante realismo na TV aberta em horário vespertino. Essa temporada de "Malhação" segue fazendo a diferença. Viva!

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.