Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Morte de atriz, nudez na abertura: 12 curiosidades sobre Mulheres de Areia

Nilson Xavier

2001-02-20T18:07:00

01/02/2018 07h00

Glória Pires como as gêmeas Ruth e Raquel

À noite vai ter lua cheia!… ♪♫

A novela "Mulheres de Areia", com Glória Pires no papel das gêmeas Ruth e Raquel, completa 25 anos de sua estreia nesse dia 1º de fevereiro. Trata-se da versão da Globo, de 1993, já que a novela original foi produzida há 45 anos pela TV Tupi e estrelada por Eva Wilma. Um dos maiores sucessos da década de 1990, destaco 12 curiosidades que marcaram a produção.

Baseada em filme com Bette Davis

Para escrever "Mulheres de Areia", a autora, Ivani Ribeiro, baseou-se em uma antiga radionovela, "As Noivas Morrem no Mar", de 1965, que por sua vez foi inspirada no filme "Uma Vida Roubada" ("Stolen Life", 1946), de Curtis Bernhardt, com Bette Davis nos papeis das gêmeas.

Marcos Frota como Tonho da Lua

O Espantalho

Às tramas da nova "Mulheres de Areia" foi incorporada a espinha dorsal de outra novela da autora: "O Espantalho" (de 1977). Ou seja, o prefeito de uma cidadezinha litorânea que proíbe banhos de mar nas praias poluídas. Todavia foi o confronto das gêmeas Ruth e Raquel que conduziu a versão da Globo à mesma repercussão que a história original atingiu na Tupi, nos anos 70.

Remake chegou a ser engavetado e adiado

A ideia de regravar "Mulheres de Areia" surgiu em 1990, porém o projeto foi engavetado para ser retomado pouco tempo depois. Cláudia Abreu foi cogitada para os papeis das gêmeas, mas chegou-se a um consenso de que deveria ser Glória Pires. O nascimento de uma filha de Glória (Antônia) ainda adiou a produção em quase um ano: a novela deveria substituir "Felicidade", em junho de 1992. Em seu lugar foi produzida "Despedida de Solteiro" para que só depois "Mulheres de Areia" pudesse estrear.

Guilherme Fontes (Marcos), Vivianne Pasmanter (Malu), Raul Cortez (Virgílio) e Susana Vieira (Clarita) | Humberto Martins (Alaor)

Glória Pires

Marcada pelos papeis das gêmeas, a atriz lembra da novela como "uma das mais trabalhosas". Conseguiu viver praticamente quatro personagens e estabelecer diferenças que dispensavam avisos ao público. Além de ser Ruth e Raquel, foi "Raquel imitando Ruth" e "Ruth imitando Raquel". Por seu trabalho, Glória foi eleita pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) a melhor atriz de TV do ano de 1993 e premiada com o Troféu Imprensa.

Fenômeno de audiência

A aceitação de "Mulheres de Areia" pelo público foi tanta que a novela registrou uma média final de audiência de 50 pontos no Ibope da Grande SP, um fenômeno para a época. Dava mais audiência que a novela das sete contemporânea, "O Mapa da Mina". Cogitou-se inclusive a transferência de horário das 18 para as 19 horas, já que "O Mapa da Mina" teve seus capítulos encurtados por causa do estado de saúde do autor, Cassiano Gabus Mendes (que veio a falecer). A ideia foi abandonada e uma nova produção substituiu "O Mapa da Mina": "Olho no Olho".

Marcos Frota (Tonho), Sebastião Vasconcelos (Floriano), Glória Pires (Ruth) e Lu Mendonça (Do Carmo)

Sucesso na Rússia

"Mulheres de Areia" fez tanto sucesso na Rússia que o governo exibiu o último capítulo em um dia de eleição, evitando que os eleitores viajassem no feriado e, assim, aumentando a frequência das zonas eleitorais. No país, a novela foi batizada de "Sekret Tropikanki", que significa "o segredo de uma mulher tropical" em russo. Também ficou conhecida como "Tropikanka 2", porque a atração anterior foi outra novela global, "Tropicaliente", batizada na Rússia de "Tropikanka". Em comum, as duas novelas têm apenas a ambientação praiana, exótica aos olhos do povo russo.

3 Tonhos da Lua

Três atores escalados para o elenco fizeram testes para interpretar o Tonho da Lua: Eduardo Moscovis, Irving São Paulo e Marcos Frota, que acabou ficando com o papel. Tonho foi o grande destaque da novela, marcou a carreira de Frota e o ator é lembrado pelo personagem até hoje. Eduardo Moscovis e Irving São Paulo ficaram com outros personagens: Tito e Zé Luís, respectivamente.

Evandro Mesquita fora

O ator interpretava Joel, o namorado de Tônia (Andréa Beltrão), um sujeito de caráter duvidoso, quase um vilão, um personagem importante dentro da trama de "O Espantalho". Mas Ivani Ribeiro não gostou do tom cômico que Evandro deu a Joel. O ator não se adequou ao personagem e foi afastado. E assim a autora criou um outro interesse amoroso para Tônia: Vitor (Oscar Magrini).

Evandro Mesquita (Joel) e Andréa Beltrão (Tônia)

As esculturas de areia

O ator Serafim Gonzalez, que havia sido o responsável pelas esculturas de areia na versão da Tupi, foi novamente acionado para esculpir as mulheres na praia. Na trama da novela, as esculturas eram obra de Tonho da Lua. Serafim, que havia atuado em 1973 (como o personagem Alemão), ganhou um papel também no remake: o pescador Garnizé.

Reprises e abertura censurada

A novela foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo em duas ocasiões: entre novembro de 1996 e abril de 1997, e entre setembro de 2011 e março de 2012. Na reprise de 2011, a Globo providenciou uma alteração na abertura para minimizar a nudez da modelo Mônica Carvalho (que aparecia aqui antes de estrear como atriz). Oficialmente, a emissora avaliou que a abertura de 1993 não era "compatível com os padrões morais atuais do país". Entretanto, especula-se que a mudança tenha ocorrido pelo temor de que a novela sofresse uma reclassificação de horário e não pudesse ser exibida no início da tarde. O mais incrível é que a nudez da modelo passou às seis da tarde, há 25 anos, sem problema algum. "Mulheres de Areia" ganhou uma terceira reprise, pelo canal Viva, entre fevereiro e outubro de 2016.

Dublê oficial de Glória Pires

A atriz Graziela Di Laurentis era a dublê de Glória Pires nas cenas em que as gêmeas contracenavam. Graziela foi também a noiva que aparecia na abertura de "Anjo Mau", em 1997, novela também estrelada por Glória.

Morte de atriz

Dayse Tenório foi escalada para viver a governanta Alice na novela. Mas a atriz faleceu antes da estreia – em 20 de janeiro de 1993, aos 33 anos de idade, vítima de um aneurisma cerebral. Algumas cenas haviam sido gravadas mas não foram substituídas. A personagem Alice apareceu nos primeiros capítulos e uma nova governanta surgiu depois.

AQUI tem tudo sobre "Mulheres de Areia": elenco completo, trama, personagens, trilha sonora e mais curiosidades.
Fotos: Acervo Globo.
Siga no FacebookTwitterInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.