Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Como Ana Furtado, 16 famosos que apareceram antes em aberturas de novelas

Nilson Xavier

2016-03-20T18:06:30

16/03/2018 06h30

Ana Furtado em "Explode Coração" | Maria Fernanda Cândido em "A Indomada"

Atualmente, Ana Furtado pode ser vista em sua primeira aparição na TV, antes de ser atriz, apresentadora ou ficar famosa. Ela é a principal dançarina da abertura da novela "Explode Coração" (de 1995), que está sendo reprisada no canal Viva. Como ela, vários outros ilustres desconhecidos surgiram em aberturas de novelas para mais tarde despontarem para a fama. Abaixo, os 16 casos mais célebres.

Glória Pires, com apenas 8 anos, aparecia na abertura que a Globo produziu em 1971 para a reprise da novela "A Pequena Órfã" (originalmente exibida na TV Excelsior, entre 1968 e 1969). Na época, Glória já era vista nos programas de Chico Anysio, ao lado do pai Antônio Carlos Pires. Estreou como atriz em seguida, em 1971, no Caso Especial "Sombra Suspeita". A primeira novela foi "Selva de Pedra", em 1972.

Glória Pires em "A Pequena Órfã" | Silvia Pfeifer em "Plumas e Paetês"

Silvia Pfeifer foi uma modelo de sucesso antes de se lançar como atriz. Com outras manequins (como eram chamadas na época), ilustrou a abertura da novela "Plumas e Paetês", em 1980. Os primeiros trabalhos como atriz foram em 1990, na minissérie "Boca do Lixo" e na novela "Meu Bem Meu Mal".

A abertura de "Champagne" (1983) mostrava um casal em meio a objetos que voavam ao seu redor. Ela era a modelo Maria Eugênia, famosa na época por ter estampado várias capas de revista. Ele era Breno Moroni, ator que posteriormente participou de algumas novelas. Seu personagem mais popular é o Mascarado de "A Viagem" (1994), um sujeito que vivia fantasiado fazendo performances, mas que nunca mostrava o rosto.

Breno Moroni em "Champagne" | Raul Gazola em "Transas e Caretas"

Mal dava para perceber, mas era Raul Gazola, antes de ficar conhecido como ator de novelas, que aparecia correndo com outro rapaz no videogame da abertura da novela "Transas e Caretas", em 1984. Gazola começou a atuar na TV no remake de "Selva de Pedra", dois anos depois.

Vinícius Manne é sempre lembrado como o peladão da abertura de "Brega e Chique" (1987). O rapaz chegou a fazer alguns trabalhos como ator na televisão. Porém, na mesma abertura, também era vista Dóris Giesse, modelo famosa que posteriormente tornou-se apresentadora do "Fantástico" e ganhou um programa com ela: o "Dóris para Maiores" (em 1991).

Dóris Giesse em "Brega e Chique" | Lu Grimaldi em "Bebê a Bordo"

Lu Grimaldi começou na TV em 1988, fazendo caras e bocas nas aberturas do humorístico "TV Pirata" e da novela "Bebê a Bordo" – também em reprise no Viva. Em seguida, foi atuar em novelas e minisséries.

Nani Venâncio em "O Sexo dos Anjos" e "Pantanal"

Luigi Baricceli e Nani Venâncio eram modelos no final dos anos 80. Eles estavam entre os jovens na festa no céu da abertura de "O Sexo dos Anjos" (1989). Ela surgiu ainda virando onça na abertura de "Pantanal", na Manchete (1990), e fez alguns trabalhos como atriz nessa emissora. Luigi atuou em várias novelas na Globo.

Luigi Bariccelli em "O Sexo dos Anjos" | Ricardo Macchi em "Olho no Olho"

Ricardo Macchi – antes da consagração como o cigano Igor de "Explode Coração" (Globo, 1995/1996) – apareceu soltando raios pelos olhos na abertura da novela "Olho no Olho" (1993).

Isadora Ribeiro virou celebridade quando surgiu emergindo das águas na abertura de 1988 do "Fantástico" e, logo depois, retorcendo nua na abertura da novela "Tieta". Fez carreira de atriz. A mesma abertura do "Fantástico" revelou Carolina Ferraz, que em seguida se tornou apresentadora de telejornal e atriz.

Isadora Ribeiro em "Tieta" | Mônica Carvalho em "Mulheres de Areia"

Mônica Carvalho, antes de começar a atuar em novelas, esparramava água e areia na abertura de "Mulheres de Areia", em 1993. A atriz revelou posteriormente que não se tratava de areia, mas farinha.

Taís Araújo surge rapidamente entre várias pessoas no labirinto da abertura de "Pátria Minha" (1994). Só depois começou a atuar. Ganhou notoriedade ao interpretar a mítica "Xica da Silva" na novela da Manchete (1996).

Taís Araújo em "Pátria Minha" | Beto Simas em "Quatro por Quatro"

O modelo Beto Simas, que fugia de uma lutadora de esgrima na abertura de "Quatro por Quatro" (1994), chegou a fazer participações como ator em novelas. Também fez a vinheta da Globo para as Olimpíadas de 1992. Ele é pai dos jovens atores Rodrigo e Felipe Simas e padrasto de Bruno Gissoni.

Renata Vasconcellos era modelo quando gravou a abertura de "História de Amor", em 1995. Como modelo, chegou a aparecer em um capítulo da novela "A Próxima Vítima", na mesma época. Só depois tornou-se apresentadora de telejornais na Globo.

Renata Vasconcellos em "História de Amor" | Suzana Werner em "Cara e Coroa"

Susana Werner, antes de se lançar como atriz e ficar famosa, apareceu mergulhando e transpassando um espelho no fundo do mar, na abertura de "Cara e Coroa" (1995).

Maria Fernanda Cândido ganhou fama ao viver a italiana Paola em "Terra Nostra", em 1999. E foi eleita na época a mulher mais bonita do século 20, numa votação popular realizada pelo "Fantástico". Mas antes do sucesso, ela apareceu correndo e enfrentando obstáculos na abertura de "A Indomada" (1997).

Bônus

Maria Mônica Saboya em "Locomotivas" | Lenilda Leonardi em "Te Contei?"

Quem não lembra da moça que era produzida por um cabeleireiro e um maquiador na abertura de "Locomotivas", em 1977? Maria Mônica Saboya, ao final, levantava da cadeira e dava um soco na câmera com uma luva de boxe vermelha. A modelo ganhou notoriedade após a novela.

Também Lenilda Leonardi, que ficou famosa com a abertura da novela "Te Contei?" (1978), na qual passeava pela praia de Ipanema sensualizando e fazendo caras e bocas. Um close do rosto da modelo estampou a capa da trilha internacional da novela.

Fotos: reprodução.
Siga no Facebook – Twitter – Instagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.