Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Viva exibe a morte de Odete Roitman; 10 curiosidades sobre o assassinato

Nilson Xavier

28/01/2019 07h00

Beatriz Segall (foto: reprodução)

O canal Viva exibe, nesta segunda-feira (28/01), a famosa cena do assassinato de Odete Roitman (Beatriz Segall), da novela "Vale Tudo", uma das mais icônicas da história da televisão brasileira. Para celebrar e levantar repercussão, a área digital do Viva preparou um evento no Facebook e a hashtag #QuemMatouOdeteRoitman.

Todo mundo sabe como a vilã morreu (não foi com um liquidificador) e quem a a matou, afinal esta é a quarta exibição da novela. Abaixo, 10 curiosidades sobre a famosa cena do crime. Para os desavisados, há spoilers no texto abaixo.

1. O crime não estava previsto

O sucesso fez a novela ser espichada e obrigou os autores a mudarem o rumo de algumas tramas. Foi aí que surgiu o "quem matou Odete Roitman?", que, inicialmente, não estava previsto. Na sinopse original, Fátima (Glória Pires) mataria Marco Aurélio (Reginaldo Faria) e Raquel (Regina Duarte) se entregaria à polícia no lugar da filha. Essa trama acabou não acontecendo. Em substituição, Odete foi morta e o mistério de seu assassino rendeu história para mais algumas semanas de novela.

2. Crime na véspera do Natal

O assassinato de Odete, morta com três tiros à queima-roupa, ocorreu no capítulo 193, exibido enquanto as famílias brasileiras se preparavam para a ceia do Natal de 1988.

3. O país parou para conhecer o assassino

O mistério da identidade do assassino durou apenas treze dias, mas dominou todas as conversas pelo país, tornando-se alvo de apostas, rifas e sorteios. Em uma comoção coletiva, o Brasil parou diante da TV – literalmente – na noite do último capítulo da novela (em 06/01/1989) para conhecer o criminoso. As ruas, cinemas e teatros ficaram vazios na hora da novela. Bares e restaurantes com aparelhos de TV ou telões atraíram público para celebrar a exibição do capítulo.

4. Cena gravada em cima da hora

Para segurar o mistério e não deixar vazar a surpresa, a revelação do assassino foi gravada no dia em que o último capítulo foi ao ar, poucas horas antes de sua exibição. Para despistar, os autores escreveram cinco versões diferentes, com cinco diferentes assassinos. Os atores receberam os roteiros, mas não sabiam qual seria gravado. Até o momento em que o diretor Denis Carvalho dispensou o elenco anunciando que era Leila, personagem de Cássia Kiss, a assassina.

5. Morta por engano

Isso mesmo! Odete foi morta por engano: a assassina pensou que estava matando Fátima (Glória Pires). Leila entrou na sala desabaladamente e disparou três tiros contra a pessoa atrás da porta de vidro, sem ao menos identificá-la. Ela pensava que quem estava ali com seu marido Marco Aurélio (Reginaldo Faria) era a amante dele, Fátima.

Beatriz Segall (foto: reprodução)

6. Os outros finais escritos

Nos outros finais escritos (e não gravados), os assassinos eram César (Carlos Alberto Riccelli), Olavo (Paulo Reis), Bruno (Danton Mello) e Queiroz (Paulo Porto):
– César assassina a ex-amante por vingança. Odete não remeteu os dólares prometidos para uma conta na Suíça em seu nome, eles discutem e César atira;
– Olavo tenta chantagear a empresária, eles discutem, brigam, Odete pega a arma, que acaba disparando: a vilã morre acidentalmente;
– Leila e o filho Bruno vão com Marco Aurélio até o apartamento de Odete, mas ficam esperando no carro. Marco Aurélio esquece sua pasta no carro, de onde Bruno pega a arma. O garoto sobe para entregá-la e assiste à discussão de Marco Aurélio e Odete, que fala em denunciá-lo à polícia. Defendendo o padrasto, Bruno aponta para Odete, fecha os olhos e atira;
– Queiroz chega ao apartamento de Odete para salvá-la. Ele interrompe a discussão de Odete e Marco Aurélio com uma inesperada declaração de amor a Odete, que debocha agressivamente dele, a ponto de fazê-lo perder o controle e atirar, enquanto Marco Aurélio dispara contra ele.

7. O fantasma de Odete assombrou a atriz

Beatriz Segall ficou tão marcada por sua personagem que é impossível não relacionar a atriz à figura de Odete Roitman, pelo fantasma da vilã ter vivido à sua sombra pelo resto de sua vida. Após a conclusão de "Vale Tudo", Beatriz por um bom tempo se negou a falar de Odete. E só aceitava interpretar papeis de mulheres bem diferentes da vilã, na tentativa de afastar o estigma de "atriz de uma personagem só". No entanto, a vilã tornou-se um ícone da TV brasileira e uma referência de interpretação para este tipo de personagem.

foto: reprodução

8. A Globo atrasou o crime por dinheiro

O assassinato de Odete Roitman foi exibido um dia depois do previsto, à revelia dos autores. De acordo com matéria do Jornal da Tarde (de 24/12/1988), no cronograma da novela, a polícia acharia o corpo da vilã no dia 23 de dezembro. Entretanto, por 800 milhões de cruzados (valores na moeda da época), a Globo deixou Odete viva por mais 24 horas por causa de um anúncio de meia página do CODISEG (Comitê de Divulgação Institucional do Seguro) publicado nos jornais O Globo e Jornal do Brasil, com uma foto de Beatriz Segall (o nome Odete Roitman não era citado) e a mensagem "Faça seguro. A gente nunca sabe o dia de amanhã." E a emissora nem avisou os autores Gilberto Braga, Aguinaldo Silva e Leonor Bassères, pegos de surpresa, já que há dias o assassinato vinha sendo anunciado para o dia 23 de dezembro de 1988.

9. Concurso do caldo de galinha

A indústria de alimentos Nestlé, por meio de seu caldo de galinha Maggi, lançou, em pleno Natal de 1988, um concurso para premiar quem adivinhasse a identidade do assassino de Odete Roitman. O prêmio era de 10 milhões de cruzados (valores na moeda da época), um de 5 milhões e cinco de 1 milhão. Nos intervalos da programação da Globo, o apresentador César Filho anunciava a promoção juntamente com a galinha azul animada (mascote da Maggi). Até a exibição do último capítulo da novela, a Nestlé havia recebido em torno de 3 milhões de cartas.

foto: reprodução

10. Publicidade na onda do crime

A publicidade (fora da novela) surfou na repercussão da trama. A Fotóptica, por exemplo, publicou em jornais e revistas: "Se você conseguiu fotografar o assassino de Odete Roitman, entregue o filme na Fotóptica. Enquanto na novela vale tudo para aumentar a audiência, na Fotóptica vale tudo para diminuir o preço. (…) Esta oferta também vale para fotos de inocentes." (anúncio de meia página publicado na capa do jornal O Estado de São Paulo, de 25/12/1988).

O assassinato de Odete Roitman vai ao ar nesta segunda-feira, 28/01, às 15h30, com reprise à 0h30. Este capítulo ficará aberto no VIVA Play aos não assinantes da plataforma, até o dia 03 de fevereiro.

AQUI tem tudo sobre "Vale Tudo": trama, elenco, personagens, curiosidades e trilha sonora.

Leia também: Beatriz Segall não quis mais viver vilãs nem falar de Odete;
"Português é uma língua tão chinfrim" e outras 20 pérolas de Odete Roitman;
Viva exibe famosa cena do mambo caliente de Vale Tudo, com Renata Sorrah.

Siga no Facebook – Twitter – Instagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier