Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Jogo de enigmas é o maior charme da minissérie Se Eu Fechar os Olhos Agora

Nilson Xavier

15/04/2019 10h03

João Gabriel D'Aleluia, Antônio Fagundes e Xande Valois (foto: Maurício Fidalgo/TV Globo)

A Globo estreia nesta segunda-feira (após "O Sétimo Guardião") a ótima minissérie "Se Eu Fechar os Olhos Agora", escrita por Ricardo Linhares a partir do livro homônimo de Edney Silvestre (vencedor do prêmio Jabuti de melhor romance de 2010). A produção – que tem direção artística de Carlos Manga Jr. – estreou ano passado no Now, plataforma on demand da Net e Claro, e só agora chega à TV aberta, em 10 capítulos.

Com uma trama dramática e policial – um thriller psicológico -, ambientada em uma bucólica cidadezinha fluminense, no início da década de 1960, a história retrata as memórias e um pedaço da infância de Paulo (Milton Gonçalves), o narrador. No elenco, os maiores destaques são Antônio Fagundes, Mariana Ximenes e os garotos João Gabriel D'Aleluia e Xande Valois – como Paulo e seu amigo Eduardo, os meninos protagonistas que investigam um misterioso assassinato envolvendo os poderosos locais.

A repressão sexual, a hipocrisia da sociedade da época, racismo, intolerância e jogos políticos e sociais são retratados por meio da belíssima fotografia, que confere um clima noir à produção.

Conversei com Edney Silvestre e Ricardo Linhares. O adaptador tomou todas as liberdades possíveis sobre o romance, com o total apoio do autor. Silvestre disse que Linhares deu "consistência" à trama na televisão. Uma das personagens que mais chama a atenção na minissérie, Adalgisa, interpretada por Mariana Ximenes, sequer existe no livro.

Edney Silvestre e Ricardo Linhares (foto: Estevam Avellar/TV Globo)

Mariana Ximenes vive aqui um de seus melhores momentos na televisão, em uma personagem rica e enigmática, espirituosa com uma ponta de melancolia, cheia de ótimas frases de efeito: "Só as viúvas sabem onde estão seus maridos" é uma delas.
"Adalgisa tem um heroísmo que os outros personagens não têm", disse Silvestre. "Ela traz leveza e ironia e um olhar urbano sobre a cidadezinha", completou Linhares. Detalhe: Adalgisa é uma mera coadjuvante. Preste atenção à personagem.

Antônio Fagundes vive outro coadjuvante com destaque: Ubiratan, não menos enigmático. E é esse jogo de enigmas que dá charme à trama e enlouquece os pequenos aspirantes a detetive Paulo e Eduardo, vividos com muita segurança pelos talentosos João Gabriel D'Aleluia e Xande Valois.

Perguntado se a trama é autobiográfica, Edney Silvestre limitou-se a dizer que alguns entrechos ouviu de "cochichos" em sua infância, que os pais do menino Eduardo são uma referência aos seus próprios pais, e que pode-se afirmar que a fusão de Paulo e Eduardo representam seu alter ego.

Mariana Ximenes como Adalgisa (foto: Gshow)

Sobre a exibição na plataforma Now, a Globo fala em novas experiências e parcerias. Na verdade, o Now comprou um produto da TV aberta e pagou pela exclusividade. Ricardo Linhares justifica que sua minissérie "não é um produto tão óbvio como seria para a TV aberta". Ele exemplifica citando Antônio Fagundes, um astro da Globo que, na produção, aparece lá pela metade em um personagem coadjuvante (apesar de importante na trama).

A parceria entre Linhares e Silvestre nasceu quando o escritor e jornalista procurou o novelista com a intenção de adaptar uma série de contos para a TV. Linhares preferiu o romance "Se Eu Fechar os Olhos Agora", que ele já conhecia e no qual viu potencial para a televisão.

A trama se passa no anos 1960, mas tem ecos na atualidade. Ricardo Linhares fala ainda em "microcosmo do Brasil" representado na cidadezinha onde a história é ambientada, no que diz respeito ao jogo do poder e à opressão. Algo na linha de cidades de novelas, como Bole-Bole de "Saramandaia", Asa Branca de "Roque Santeiro" e Greenville de "A Indomada". Porém, sem realismo fantástico. Também a crítica social não é tão marcada. "A história aborda intolerância, preconceito, culpa. Os personagens são reféns de máscaras", completa Linhares.

No elenco, ainda Murilo Benício, Débora Falabella, Gabriel Braga Nunes, Thainá Duarte, Renato Borghi, Jonas Bloch, Paulo Rocha, Enzo Romani, Marcela Fetter, Lidi Lisboa, Betty Faria e outros.

O site Teledramaturgia traz o elenco completo, trama, personagens e curiosidades da produção.

Siga no Facebook – Twitter – Instagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier