Topo

Coluna

Chico Barney


A Fazenda 2019: Não há justificativa para manter Rodrigo Phavanello no jogo

Rodrigo Phavanello não merece continuar - Reprodução
Rodrigo Phavanello não merece continuar Imagem: Reprodução
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

24/10/2019 16h36

Mais uma roça terá seu resultado conhecido na noite de hoje em A Fazenda 11. Na berlinda, dois adversários que são completos opostos: de um lado, Jorginho Kamikaze, uma explosão de fúria, impulso e entretenimento. Do outro, devagar e quase parando, o ex-Dominó Rodrigo Phavanello.

Kamikaze entrou no programa após a expulsão de um participante. Campeão da primeira temporada de Power Couple Brasil ao lado da esposa Laura Keller, Jorge, o Adauto Chupetinha da vida real, mostrou que continua operando em alta octanagem.

Mal chegou e já fez eloquente aliança com a turma da Bifão, indo com tudo para cima do grupo adversário. Só está na roça por conta de seu ímpeto de se jogar sem capacete nem paraquedas em situações perigosas. Com o poder do papiro mágico, tirou Andréa Nóbrega e se colocou no lugar para disputar a prova do fazendeiro. Perdeu e agora corre o risco de ser eliminado.

Mas seria patético ver um personagem tão divertido ser eliminado por uma planta feito Rodrigo Phavanello. Tudo o que o ator fez até agora foi viver um romance bem pouco carismático com Sabrina, a ex-Miss São Paulo quietinha e parcimoniosa, além de falar mal da Tati —mas só quando ela foi eliminada, claro.

Perdendo bons participantes a cada semana, A Fazenda corre risco sério de se perder no oblívio da irrelevância caso a tendência permaneça assim. Para piorar, um diálogo entre Phavanello e Sabrina na madrugada deu novo gás às polêmicas em torno da Profecia de Théo Becker, que garante existir uma definição prévia sobre quem será o campeão da temporada. Paola Zanon escreveu mais sobre o tema no Notícias da TV.

Como não costumo levar a sério teorias da conspiração, prefiro acreditar na força do povo. E não há justificativa viável para que a audiência decida manter, por livre e espontânea iniciativa, alguém tão morno como Phavanello em um reality show. Merecemos mais tempo de Jorginho Kamikaze em Itapecerica da Serra.

UOL VÊ TV

Diferente de mim, o mestre Flávio Ricco não está curtindo A Fazenda. Ouça a opinião do colunista na seção "Piores da Semana" no podcast UOL Vê TV. O segundo episódio tem ainda um debate sobre o futuro do Se Joga nas tardes da Globo e novidades sobre a CNN. Vai ao ar toda quarta-feira, sempre com as participações de Maurício Stycer, Flávio Ricco e Chico Barney.

Disponível também no Spotify, Google, Deezer e Apple.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Chico Barney