PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Chico Barney


Não significa muito, mas Maiara e Maraisa foram as melhores do SóTocaTop

Maiara se emociona no Só Toca Top na Globo - Reprodução/Globo
Maiara se emociona no Só Toca Top na Globo Imagem: Reprodução/Globo
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

28/12/2019 13h02

Resumo da notícia

  • SóTocaTop não chega a ser um bom programa, mas melhorou bastante.
  • A "culpa" é da chegada de Maiara e Maraisa.
  • O jeitão das cantoras deixou o musical mais fluido e divertido.

No meio de outras tragédias e notícias ruins, 2019 observou a consolidação do programa SóTocaTop na grade da TV Globo. Depois de um primeiro ano muito fraco, com Fernanda Souza e Luan Santana declamando textos decorados, a atual temporada representou um salto de qualidade. Não chegou a se tornar uma excelente atração, mas pelo menos deixou de ser sofrível.

É um formato dos mais batidos, tão difícil de errar quanto uma caipirinha de limão. Mas quando não dá certo, muita gente pode sair queimada. Dois apresentadores conduzem diversos artistas a cada episódio, fazendo introduções generosas para depois encerrar com adulações quase pernósticas. Por mim, tudo bem. Queremos que os cantores fiquem à vontade.

Os 39 programas deste ano foram divididos em 3 fases. Iza e Toni Garrido começaram o ano. Inegável o carisma da dupla, embora não tenha demonstrado muita química. Foram substituídos por Wesley Safadão e Lucy Alves, que até se esforçaram, mas ficou claro que o negócio deles é outro. Alves inclusive está brilhando muito como a Regina Casé de Outrora em Amor de Mãe.

Eis que o SóTocaTop só engrenou mesmo com a chegada de Maiara e Maraisa. Sob o comando delas, finalmente o jogral planejado pela produção do programa funcionou com mais fluidez. Graças a intimidade que apenas irmãs gêmeas conseguem ter, mesmo as maiores lombadas interpretativas acabaram ganhando graça e naturalidade.

Além disso, a personalidade das duas colabora bastante para que as interações com os convidados seja mais divertida. Ao mesmo tempo em que são donas de alguns dos maiores blockbusters do pop brasileiro desta década, Maiara e Maraisa mantém uma mistura de ingenuidade com insegurança que acaba conectando facilmente com o público.

O único porém é o exagero nos decibéis quando se manifestam. Trata-se de um subterfúgio que certamente funciona nas grandes arenas em que se apresentam todas as semanas com seus espetáculos, mas atrapalha um pouco o vovô que está tentando dormir depois do almoço de sabadão no sofá de casa. Contudo, a experiência com as sertanejas deu certo e espero que retornem para a inevitável temporada 2020.

SóTocaTop continua com uma série especial de verão a partir da semana que vem, com os multitalentosos Ludmilla e Mumuzinho no comando. Mais um sucesso fácil de prever.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney