PUBLICIDADE
Topo

BBB 20: Daniel conseguiu acabar com favoritismo das fadas sensatas

O INCOMPREENSÍVEL DANIEL EM MOMENTO DE INJUSTA DESCONTRAÇÃO - Reprodução/Globo
O INCOMPREENSÍVEL DANIEL EM MOMENTO DE INJUSTA DESCONTRAÇÃO Imagem: Reprodução/Globo
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

05/03/2020 18h26

Depois de uma polêmica estratégia de firehosing nas redes sociais, Pyong conseguiu eliminar Guilherme em um paredão histórico. Foram mais de 430 milhões de votos, em uma disputa absolutamente desprovida de nexo.

Mas é uma boa notícia para o media kit do programa na próxima temporada, que terá números ainda mais charmosos para apresentar ao mercado publicitário, por mais que eles não signifiquem muita coisa.

Veja como está a cotação de cada participante em mais um ciclo na casa mais vigiada de Curicica.

> EM ALTA

Prior: Ele é mal-educado, não consegue entender muito bem conceitos básicos da vida em sociedade, mas é a atração mais interessante do BBB 20. Sem medir as consequências dos próprios atos, mantém as narrativas caminhando para frente, quando tudo o que as fadas sensatas pretendem é estancar o avanço da História. Ao enfrentar Daniel e desafiar o Bloco Hegemônico, está se consolidando como o mais improvável protagonista.

Gizelly: Parece ter enjoado da Marcela e passou a interagir de modo mais ativo com Prior. A primeira-dama da Era do Vacilo? Ora, não seria vacilo se as coisas dessem certo. O arquiteto ganharia muitos pontos caso cedesse aos encantos da intensa advogada, mas nunca namorou e tem medo de ficar envolvidão.

Babu: O velho rabugento mais jovem da América Latina é uma parada. É um dos caras mais inteligentes que já passaram pelo BBB, o que não quer dizer que está sempre certo. E isso é uma ótima notícia, pois ninguém se importa com quem está sempre certo. Continua construindo uma bonita jornada, mesmo sofrendo duras represálias das adversárias.

Pyong: Fez e aconteceu na última semana. Voltou do maior paredão de todos os tempos após fascinar a sociedade civil com um show de hipnose. Como sempre acontece, especialistas reclamaram e gente comum celebrou. Repetiu os graves erros na mais recente festa, mas parece que o pecado foi abstraído pelo público. Estou curioso para ver como será a reação da Globo e dos fãs.

Gabi: A história envolvendo cantora sertaneja e chifres acabou cedo demais, e agora se vê obrigada a reconstruir a própria personagem. O lado bom é que ganhou uma inesperada atenção na última semana, o que é bastante promissor para quem passou boa parte do mês de fevereiro dormindo. Resta saber o que fará a seguir.

> EM BANHO-MARIA

Rafa: Continua usando a bravura do bom senso como única arma na casa, além de eventuais desígnios divinos. Confesso que tenho achado uma figura cada vez mais aborrecida, sem acrescentar nada ao cenário geral.

Flayslane: Tem uma coisa meio folclórica em Flayslane. A estranha predileção por funerais, o jeito esganiçado de falar, boa de briga. Mas ainda falta um twist para que tenha mais interferência nos rumos do programa.

Thelma: Todo mundo adora a Thelma! Mas ela é basicamente uma tuiteira do BBB 20. Vê coisas acontecendo e faz comentários sensatos ou razoavelmente sensatos, dependendo do momento. Sobra pouca coisa para falar a respeito dela especificamente. Qual a jornada? Pode ser beneficiada pela provável exclusão que está sofrendo no núcleo duro do Bloco Hegemônico.

> EM QUEDA

Victor Hugo: Apostou tudo em uma batalha sem eira nem beira com Pyong. Isso depois de investir pesado no trisal quântico com Guilherme e Gabi. Está completamente perdido não só no jogo, mas também no plano espiritual. Cada vez mais fascinante.

Ivy: É incapaz de bancar qualquer opinião por mais do que 30 minutos. Vive no aguardo de mais dicas dos cartazes. Tirando os breves momentos de animação nas festas, Ivy Megazord não chega a ser entretenimento.

> EM DESGRAÇA

Manu: Faz uma investida moral contra os adversários na casa. Para alguém tão jovem, surpreende pela caretice. Ao mesmo tempo, faz vista grossa para vacilos dos parceiros.

Marcela: Depois de abandonar Gizelly no altar, já declarou que Thelma não é mais uma pessoa com quem gostaria de dividir o pódio. A boa notícia é que dificilmente chegará tão longe na disputa. Outrora favorita, caiu em desgraça tão rápido quanto a própria ascensão.

Daniel: É meu herói! Está conseguindo fazer o que ninguém mais parecia capaz: ruir o Bloco Hegemônico por dentro, acabando com o favoritismo das fadas senesatas. Falei um pouco sobre o Salsicha Orgastic na estreia do meu vlog no UOL. Convido o amigo leitor a virar telespectador do Plantão Chico Barney.

> ERRAMOS

Mari: Uma versão anterior do texto não continha a avaliação da performance de Mari Baianinha. Só pra constar mesmo, pois não tenho nada a acrescentar.

E essas foram minhas humildes opiniões. Se não gostar, semana que vem tem outras.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney