PUBLICIDADE
Topo

Globo deveria usar o BBB 20 como arma contra o coronavírus

Um novo desafio para Felipe Prior e seus colegas - Reprodução/Globoplay
Um novo desafio para Felipe Prior e seus colegas Imagem: Reprodução/Globoplay
Chico Barney

Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002.

Colunista do UOL

15/03/2020 15h08

Em todo o mundo, cada vez mais instituições e governos incentivam a quarentena, ou seja, a reclusão das pessoas para evitar a disseminação do novo coronavírus. Nada de festinha ou interações sociais. Quem pode, também deve trabalhar de casa.

A medida é importante para pensar no bem comum. Com menos gente circulando por aí, as chances dos grupos de risco pegarem a doença também cai.

E eis que a indústria do entretenimento pode assumir um protagonismo nessa causa. Os principais lançamentos do cinema internacional já estão sendo adiados. Até mesmo o nono filme da série Velozes e Furiosos, que estava para estrear em breve, passou para o ano que vem.

Ficar em casa é cuidar de si mesmo e do próximo. E estamos com sorte: a atual temporada do BBB é um dos melhores motivos de todos os tempos para não querer sair da frente da TV. A Globo deveria usá-la como arma para manter a audiência longe de grandes aglomerações.

Enxergo duas medidas plausíveis para colocar o reality show contra a pandemia. A primeira delas é liberar o acesso ao pay-per-view. Um povo conectado 24 horas com o BBB é um povo mais saudável. A segunda é dar um espaçamento maior entre as eliminações, talvez de 15 dias, e levar o reality até agosto, quando as coisas já estarão mais tranquilas aqui fora.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.

Chico Barney